Biblioteca Conector para Estudo de Mídias Variáveis – William Gibson: Idoru

A real é a seguinte: pelo pouco que li (três de dez romances, meia dúzia de muitos outros contos) acho que toda a bibiliografia do William Gibson vale a pena para quem trabalha com comunicação. O cara é o um dos idealizadores do chamado cyberpunk e conhecido por cunhar o termo ciberespaço em seu conto Burning Chrome (de 1982!), expandindo ainda mais o conceito em Neuromancer. Seu trabalho e suas idéias, desenvolvidos em conjunto com alguns outros parceiros como o Bruce Sterling, foram a origem de inúmeros produtos da cultura pop. Só pra você ter uma idéia, Neuromancer influenciou fortemente a trilogia Matrix e a fase Zooropa do U2.

Por que eu escolhi Idoru? Por que não Neuromancer se é um romance ambientado no cybersespaço, perfeito para introduzir conceitos básicos? E por que não Reconhecimento de Padrões, que trata diretamente de marcas, makerting de guerrilha e comunidades digitais obcecadas por assuntos inusitados?E por que não Johnny Mnemonic, com seu atualíssimo tema de pirataria de dados e expansão de memória?

Porque Idoru mostra a essência do problema da publicidade atual, que é deixar a era em que tentava convencer as pessoas com repetição exaustiva e presença massiva para entrar na era da conexão direta, de mão dupla, de presença discreta, relevante e significativa. Eu não acho que isso seja possível em larga escala mas não vou me estender aqui porque já escrevi sobre a importância de Idoru para se repensar a publicidade  contemporânea nesse post de 2007 – Idoru e Space Invaders – Publicitários Gerando Conteúdo. Não deixe de ler.

Idoru, Neuromancer, Reconhecimento de Padrões, Count Zero e Monalisa Overdrive têm edição no Brasil. Idoru saiu pela Conrad. Os quatro últimos são da Aleph (que também lançou Nevasca, do Neal Stephenson, que o Matias me diz ser ainda mais fundamental mas eu ainda não li).  O conto Johnny Mnemonic traduzido foi publicado como um anexo de uma General nos anos 90 (esse eu ainda vou escanear e disponibilizar, me cobrem mais adiante). Não me lembro se tem mais algum conto espalhado em algum livro por aí. Alguém sabe?

***

Update! O Mateus do Ovelha Elétrica tem o Johnny Mnemonic publicado lá no Fictorama.

***

Pra saber mais sobre a Biblioteca Conector para Estudo de Mídias Variáveis, leia a introdução.

Se você tem uma dica de livro interessante sobre o assunto, resenhe e publique nos comentários.

Anúncios

7 pensamentos sobre “Biblioteca Conector para Estudo de Mídias Variáveis – William Gibson: Idoru

  1. Tem um curtinho na coletânea Futuro Proibido, da Conrad. Chama Parasita Cerebral do Chapéu Hippie e já vale o livro todo, só pelo título.

    E sobre Idoru, ouviu falar na Hatsune Miku? Ela está para esse livro assim como o vídeo do Lost Experience está para o Reconhecimento de Padrões. Olha que foda.

  2. Tem um curtinho na coletânea Futuro Proibido, da Conrad. Chama Parasita Cerebral do Chapéu Hippie e já vale o livro todo, só pelo título.

    E sobre Idoru, ouviu falar na Hatsune Miku? Ela está para esse livro assim como o vídeo do Lost Experience está para o Reconhecimento de Padrões. Olha que foda.

  3. tem 1 texto do William Gibson publicado na coletânea de contos “Futuro Proibido”, tb da Conrad. Mas… estou lendo o livro agora e a maior parte dele não vale a pena.

  4. Eu tentei ler o livro, juro que tentei, mas achei muito pouco “aderente”, não consegui me fixar, guardar nada. Quanto mais lia mais distante ficava.
    Sentimento parecido tive com assim falou Zaratustra do Nietzsche, mas este foi ponto de honra li até o final mesmo levando mais de um ano.

  5. Mini, 10 contos mais antiguinhos do Gibson tão reunidos numa antologia chamada “Burning Chrome”. Johnny Mnemonic é o que abre o livro.
    Mas acho que as coisas de não ficção que o Bruce Sterling tá escrevendo são muito pertinentes hoje (mas você já deve estar sabendo disso). Tô doido pra catar o Tomorrow Now; e o Caryatids na ficção.

  6. Pingback: Fique por dentro Estudo » Blog Archive » Biblioteca Conector para Estudo de Mídias Variáveis - William …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s