Cosmopolita

A palavra cosmopolita surgiu pra designar os cidadãos do mundo, pessoas cuja identidade não se restringia a fronteiras geográficas. Inicialmente, essa definição abarcava gente de cabeça aberta, bastante viajada e de papo interessante, mas acabou muitas vezes sendo sinônimo de gente metida. QUanta gente você conhece que viaja, viaja e parece que não abre um milímetro os olhos?

Por essas e por outras, o escritor de ficção científica e ativista digital Cory Doctorrow propõe um novo significado pro vocábulo cosmopolita. Ser cosmopolita, segundo ele, tem muito mais a ver com quem hoje está buscando redefinir as regras sociais do que ter um passaporte recheado de carimbos.

Cosmopolita, diz Doctorrow, são as pessoas que estão investigando novas formas de ver o mundo e jogando fora tudo aquilo que caiu em desuso não porque está fora da moda, mas porque não contribui pra construção de uma sociedade mais aberta e colaborativa. Xenofobia, racismo, displicência financeira, egoísmo social, descaso com o meio ambiente e nariz empinado são só alguns exemplos do que não combina com o conceito de cosmopolita proposto aqui.

O Conector assina embaixo.

***

Texto inspirado num dos programetes Minimalismo que eu faço pra Oi FM.

O Minimalismo vai ao ar todos os dias às 9h30 e às 13h45 nas cidades onde tem Oi FM ou na webradio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s