Kindle na praia

Uma das primeiras questões que vieram à minha mente quando comprei o Kindle foi como levá-lo em segurança pra praia. O Nasi já tinha me comentado que não havia problema, também vi que existem uns cases à prova d’água (meio caro e bizarros) e, outro dia, o próprio Jeff Bezzos contou sua estratégia pra ler o Kindle na banheira – colocá-lo dentro de um saquinho zip-lock.

Bom, eu esqueci de levar um zip-lock pra praia, então tive que me virar com um saquinho qualquer que o pessoal da cozinha da pousada me forneceu. E sabe que resolveu bem a parada? Assim, eu pude ler na boa, sem precisar ficar cuidando se ia entrar areia ou água no aparelho. Mais uma vez o Kindle se mostrou prático, mas eu fico meio de cara com essas manias dos aparelhos digitais. No geral, eles são muito frescos, cheio de dedos (especialmente os de tela touch). Não pode molhar, não pode derrubar, não pode abrir site em flash, não pode, não pode…

Com livros e revistas, se o DONO não é fresco, pode tudo. Os meios impressos não tem frescuras: eles se deitam com qualquer um em qualquer lugar, apanham, se molham, se sujam e, mesmo desbragados e amarrotados, ficam lá com sua empáfia. Têm sua dignidade. Na cama, se são muito pesados, ficam por baixo sem neura. Se pegamos no sono enquanto lemos, podemos jogá-los no chão sem muita cerimônia que eles não vão ficar magoadinhos e se recusar a ligar no dia seguinte. Estão sempre disponíveis pra nós, sua bateria está sempre carregada. São limitados, mas também servis e disponíveis.

Moral da história: costuma-se defender os meios impressos pela sua suposta nobreza, o que é um grave erro. O grande predicado de livros e revistas é justamente sua vagabundagem.

***

Leia também: Minhas Impressões sobre o Kindle.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Kindle na praia

  1. Os meios impressos possuem “falhas” similares. O livro pode molhar na praia. Você pode derrubar, por acidente, cerveja nele ou sua mão, engordurada, pode deixar más impressões no nobre ato de folhear. Se chover então, já era. Enfim… Livro, impresso ou digital, não combina com praia. Praia é lugar para apreciar as pessoas.

  2. Pingback: Twitter Trackbacks for Kindle na praia - Conector - OESQUEMA [oesquema.com.br] on Topsy.com

  3. O que me preocupa na praia é a maresia. Adoro ler quando estou na praia, mas to com medinho de levar o kindle e a maresia danificar o funcionamento interno dele. Não sei se o esquema do ziploc é uma boa, mas vou testar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s