A energia da reclamação digital

Que a internet é uma maravilha pra conectar os seres humanos e democratizar aspectos políticos, econômicos e culturais na sociedade, isso todo mundo já se deu conta. Mas pouca gente fala no quanto a internet também tem potencial pra incrementar o nível de reclamação inútil no mundo.

Reclamar dá muito menos trabalho do que fazer alguma coisa. O reclamismo combina com as ferramentas de disseminação de conteúdo. Basta reclamar e disseminar que parece que você fez alguma coisa. Os processos colaborativos digitais que resultam em ação organizada ainda estão num estágio de amadurecimento. É importante que a gente dê atenção a esse tema e comece pensar nesse conceito do ponto de vista do desperdício energético: talvez estejamos vivendo numa época de muita energia usada pra reclamar e disseminar reclamações e pouca energia aplicada em colaboração consistente que gere ações.

Claro que botar a boca no mundo é importante, traz resultados, joga luz em certas questões. Mas disso também pode-se gerar um hábito distorcido de só botar a BOCA no mundo. E as mãos, onde ficam? Na cintura, tipo chaleirinha, reclamando e batendo o pezinho? Bom, pro meu post também não ficar com cara de mera reclamação, deixo algumas sugestões do que fazer a esse respeito.

Primeiro, acredito que é preciso reconhecer em si se há ou não a tendência de reclamação inútil. Nem todo mundo que reclama na internet está fazendo só isso. Em segundo lugar, ter a consciência de que não dá pra abraçar o mundo e tentar apoiar todas as causas do momento – isso só é possível mesmo nas redes sociais. Em terceiro lugar, saber que existem muitas forma de colaborar e a maior parte delas não dá ibope, likes ou views. A maioria das pessoas que eu conheço que fazem um trabalho interessante em termos sociais não tem muita audiência na internet. Outras tem, mas o foco delas não é necessariamente este.

Em quarto lugar, vale pensar que trabalhar no próprio entorno, tornando relações familiares e profissionais mais saudáveis, por exemplo, já é muitas vezes uma ação de impacto social. Se isso não for possível ou suficiente, engajar-se em uma associação que existe fisicamente também é sempre válido porque nos coloca frente a frente com questões concretas que podem inclusive serem trabalhadas via canais digitais. Em quinto lugar, me vem à mente uma lição que eu aprendi no zen shiatsu. Minha professora costuma dizer que um ponto muscular tenso nem sempre é resolvido com um trabalho específico naquele ponto, mas sim com um trabalho geral no corpo e nos arredores. Com o tempo, aquele nó acaba se desfazendo porque os arredores foram soltos.

Ou seja, onde a gente estiver atuando com o coração, com presença mental, com boas intenções, com certeza estará colaborando para uma reação em cadeia maior e efetiva. Mesmo que isso não gere muitos retwitts.

***

Post inspirado num dos programetes Minimalismo que eu faço pra Oi FM.

Todos os dias às 9h30 e às 13h45 no seu rádio ou na webradio.

Publicado a pedido da ouvinte Mariana Palhares.

Fotos: Julien Vallè

Anúncios

4 pensamentos sobre “A energia da reclamação digital

  1. Ótimo texto. Vejo muito disso nos comentários de notícias dos jornais online que leio. Todo mundo é especialista, sempre reclama de tudo, mas fazer mesmo são outros quinhentos anos… Realmente é muito mais fácil reclamar do que agir, e nessa época em que todos querem aparecer, ser o mais comentado, “curtido”, fazer algo sem esse reotorno pode ser um bom ensinamento pra desapegar do ego.

  2. POR QUE O PROCON NAO ADOTA
    A RECLAMACAO DIGITAL
    POR ASSIM O RECLAMANTE
    NAO PRECISARIA IR NA
    AGENCIA DO PROCON E PERDER
    TEMPO EM FILAS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s