Documentário: With My Own Two Wheels

http://www.viewchange.org/videos/with-my-own-two-wheels/player?size=small

Me corrija se eu estiver enganado, mas me parece que toda vez que se fala de ativismo + bicicleta, o papo acaba girando em torno da solução de problemas de trânsito e poluição de grandes cidades. O pacote parece desenhado para uma certa classe média urbana e a discussão acaba deixando de fora um naco grande do universo de quem usa duas rodas pra se locomover e viver. Por exemplo, qualquer um que costume visitar o interior do seu estado (ou viva lá),  sabe que fora das capitais (e mesmo dentro delas, na periferia) a bicicleta é um item que nunca deixou a pauta de muita gente.

O grande mérito de With My Own Two Wheels (que você pode assistir online aí mesmo ou ou aqui, onde também tem download) é justamente trazer à tona o impacto da bicicleta no dia-a-dia de comunidades menos privilegiadas em Gana, na Guatemala, na India e até mesmo na Califórnia.  Como diz no site da produção, “pra muitos americanos, a bicicleta é uma escolha, um brinquedo caro, um modo de transporte ecologicamente consciente. Mas ao redor do mundo ela é muito mais”. E, de fato, os casos retratados no documentário mostram a versatilidade e a simplicidade da bike como agente de transformação social. Entre opções como construir implementos rurais, acelerar o atendimento de saúde, incluir meninas indianas no sistema educacional e reintegrar ex-membros de gangues na sociedade, reduzir o número de carros no trânsito acaba sendo apenas uma das várias possibilidades.

Dito isto, a ressalva: não espere de With My Own Two Wheels muita profundidade. O filme é otimista, positivo, até meio inspirador, mas também tem um certa certa ingenuidade, um ar de “olhar de país rico” sobre “o resto mundo”, um pouco como se “o mundo lá embaixo” não soubesse se virar sem “olhar do país rico”.  Me sinto um pouco duro criticando um trabalho tão bacana, com tão boas intenções e que me caiu tão bem, mas um pouco menos de condescendência e um pouco mais de proposições estruturadas também não fariam mal algum.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s