A cauda infinita das mídias digitais

2013-doghousediaries

Muitas pessoas se angustiam com as possibilidades vastas que a internet parece colocar na mesa à sua frente. Eu funciono ao contrário: me deixa um pouco nervoso as pontas abertas, os rastros que eu vou deixando para trás. A imagem acima fala um pouco sobre isso – a quantidade de identidades, dados e laços que vão sendo criados, estabelecidos, e deixados flutuando na rede. Não que interesse a alguém, não que eu ache que alguém vai usar isso. É mais o peso mental que essas conexões todas representam, ainda mais quando sou lembrado de suas existências periodicamente por newsletter compulsórias que parece que eu nunca termino de desassinar, emails enviados por perfis que parece que eu nunca termino de deletar.

É como diz o ditado materno quem inventa, aguenta.

***

Vi a imagem no Arquitetura de Informação, dica dos links da semana da DZ Estudio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s