Ter filhos é uma droga

SONY DSC

Existe um lugar comum que define a chegada de filhos na vida de um casal como um momento de “careteamento”, quando os novos pais deixam as loucuras do passado pra trás, tornando-se mais sérios e responsáveis. Qualquer um que tenha filhos sabe que isso é uma bobagem. A grande verdade, que ninguém diz porque iria constranger cidadãos de bem, é que filhos transformam os pais em dependentes químicos, em junkies, em verdadeiros alucinados.

Filho é um vício, uma viagem sem volta, um fator de altíssima dependência que causa todo tipo de efeito colateral. Isso é especialmente visível nos primeiros meses de vida do bebê. Olhe para pais recentes: olheiras profundas, cara de acabados, explosões de mau humor, alienação da vida social, total desinteresse por outros assuntos que não o seu pequeno e completo desprezo pelas normas sociais no jeito como se vestem. Nessa época, os pais sofrem de privação de sono, paranóia (“será que ele tá respirando? será que vou conseguir ensinar alguma coisa pra ela?”) e indícios de transtornos obsessivos (“ferver a água duas vezes é suficiente?”). O fato de se cercarem de objetos e roupinhas coloridas com animais falantes e personagens infantis mesmo quando os filhos não conseguem distinguir direito formas e cores mostra a extensão do seu descolamento da realidade. É um espetáculo grotesco.

Com os bebês crescendo, o comportamento desajustado continua e se aprofunda. Os pais acham normal andar vomitados por aí, cantar a plenos pulmões músicas sobre sapos que não lavam o pé, dançar em momentos inadequados e falar sem parar durante horas (sobre os filhos). Ficam em rodinhas nas quais só são aceitos os parceiros de vício e as conversas são recheadas de códigos próprios. Compartilham visões lisérgicas de brinquedos que falam, dinossauros roxos, cachorros vermelhos gigantes, turmas de animais aventureiros, mundos alternativos que só fazem sentido para os junkies com quem andam. Os que não estão na mesma pilha são vistos com desdém. Casais sem filhos, especialmente, costumam ser tratados como seres inferiores. Aliás, o delírio de grandeza de quem tem o vício dos filhos toma ares místicos. É comum você ver pais beijando machucados de filhos como se tivessem poder de cura e assoprando alimentos sujos como se o seu sopro fosse purificador. Mas a euforia não dura o tempo inteiro. Quando não estão com as crianças, os viciados se jogam em sofás num estado de pura letargia, abrindo mão de projetos que antes os entusiasmavam e que faziam deles membros produtivos da sociedade. Agora eles vivem apenas para alimentar e fazer crescer seu vício.

Como toda droga, os filhos tem seu efeito mais potente nos primeiros dias de uso. Os pais de um recém nascido tem os olhos vidrados, um discurso riponga de paz e amor, e o depoimento constante de que tudo está diferente, mais brilhante. Com o tempo, é preciso drogas mais pesadas e complexas para sustentar esse barato. Demora para que os pais encontrem algo à altura dos filhos e que cause tamanho prazer depois de tantas experiências intensas ao longo dos anos. Mas as autoridades sabem que todo pai e toda mãe, após duas ou três décadas de uso de filhos, vive em busca de repetir o prazer da primeira viagem e logo logo acabam caindo nas garras de uma outra droga, ainda mais pesada, que faz pessoas experientes agirem de maneira ainda mais abestalhada e inconsequente. Você já deve ter ouvido falar por aí. Chama-se “netos”.

***

Imagem: Gratisopraphy.

Anúncios

397 pensamentos sobre “Ter filhos é uma droga

    • Filhos, pacotes completos. Vc investe alto neles, mas esqueça retribuiçoes. Saibam que dificilmente eles lhe farão companhia na velhice, os melhores e bem sucedidos provavelmente pagarão uma boa cuidadadora p voce, ou uma auxiliar domestica. Eles não vão acalentar nos na nossa solidão, e os mais egoistas nos verão como um fardo na velhice.
      Filhos? Hoje não teria nenhum. Tenho uma amo-a demais, mas sou realista. Feliz DEUS-CONOSCO,, com este vc vai poder contar sempre!

      • Bom, voce pode não querer admitir, mas está dizendo que se arrependeu de ter uma filha, mesmo dizendo que a ama, se não teria, é por que acha que sua vida teria sido melhor se ela não existisse, que não valeu a pena tê-la. Será que voce realmente acha isso? Será que não conssegue pensar em mais momentos de alegria do que de tristeza que ela tenha proporcionado?? Pergunto isso pq se isso realmente é o que vc pensa, então, sinto muito por vc.

  1. Não concordo e posso ser simples ao explicar, você não quer ter filhos e só vê os trabalhos que os pais tem para criar e educar seus filhos e com isso não mede a alegria que um filho (a) trás para o casal que é o mais importante, os demais casais que não conseguem ter a mesma armênia se sentem deslocalizados e direciona está frustração aos novos pais.
    Comentar a chegada de um filho de outra pessoa é estar na zona de conforto, pois ser pai e mãe, exige um novo critério de compromisso e responsabilidade e se comparado a você é como se você fosse promovido, exigindo outras responsabilidades e outros compromissos.
    Desta forma acho essa pensamento pequeno, quando colocando em discussão mais ampla no cenário social.

    • Rs acho que vc não entendeu nada do texto!
      Eu nem filhos tenho (nem quero) e achei que o texto foi algo positivo para quem os tem, comparando ter filhos a usar drogas no sentido de que ter filhos é viciante, causa mudanças de comportamento e traz certa ambição de sempre querer mais para a própria vida. É humor misturado a fofura. Falta interpretação de texto e uma pitadinha de perspicácia para entender essas subjetividades, né?

      • Belíssimo texto, e ótima resposta, curti 1000 vezes. Existem pessoas que travam uma batalha interna e externa com o mundo, não entendendo o verdadeiro propósito de coisas simples da vida. Parabéns pela criação do texto!

      • Parabéns pelo texto!!! Divertido,emocionante, muito verdadero!!!! É uma delícia ser viciada,abestalhada e inconsequente!!!!!

      • Adorei sua resposta…a pessoa acima não entendeu nada desse texto delicioso…bem humorado e muito, mas muito realista. Parabéns Gustavo Mini…Ass. Mãe da Bruna, minha droguinha de 1 ano e 5 meses.

      • rsrsrs…”Curti seu comentário!!” realmente, o colega acima não compreendeu a essência do texto!! E , traduz realmente oq nós papais e mamães sentimos em relação a esta maravilhosa e mais divina experiência humana que qualquer ser poderia passar!!

      • Realmente, tem pessoas que não entendem as sutilezas de certos textos… Amei, tenho 3 filhos (2 genros e uma nora) e 5 netos, e tudo o que foi falado eu vivo e vivi… sou drogada a 37 anos, e cada vez mais adoro esta droga!

      • Parabéns pela resposta, clara e objetiva. Estou iniciando o meu vício… Com apenas 5 meses de gestação! Muito feliz!!!

    • O que seria ter a mesma armênia? E o que é se sentir deslocalizado? Marcelo, larga o computador e vai se matricular numa aula de português urgentemente meu filho!!!!

    • Marcelo, seu texto é ininteligível… “se sentem deslocalizados”?! Hein?! Sinceramente, foi impossível compreender o que você chama de pensamento pequeno. Por favor, estude português.

    • PELAMORDEDEUS!!!!!Esse Marcelo deve ser MUUUUUITO chato!
      Não entendeu nada!!!
      Deve ser daqueles que responde minuciosamente ao “Como vai?”
      Nossa ! Ainda bem que não te conheço!

    • Marcelo, meu caro xará, em que mundo você vive? Cabulou a aula de interpretação de texto? Veja as respostas ao seu comentário… não é possível que não tenha entendido absolutamente nada do texto acima… leia, releia, interprete, pondere… vai lá, acredito em vc… tenho fé… 😉

    • Marcelo, só um detalhe: nem sempre os casais que não têm filhos não os tem porque NÃO CONSEGUEM, mas existe a possibilidade de NÃO QUEREREM mesmo. Há casais que acreditam em que isso seja obrigatório, há outros que acreditam em que haja outras coisas mais interessantes a fazer, além de filhos. Cada um, cada um. Né?

  2. Talvez você acredite ter feito a explanação do século comparando filhos a drogas; mas foi infeliz, limitado e extremamente equivocado! Tudo oque você disse a respeito da rotina de um pai, é a mais pura verdade ( nota-se que está bem informado); mas ter filhos é uma escolha!! É desejar uma família constituída por você; é a escolha de gerar uma semente sua e da pessoa que ama e vê-lá concretizada na formação de um novo ser; é querer ensinar oque aprendeu de bom e ruim para um outro ser humano e desejar que ele torne esse mundo melhor; é chegar em casa e saber que existem pessoas que te amam e te esperam porque desejam e se alegram com sua companhia; é envelhecer desfrutando da amizade e companheirismo de alguém que não está de passagem pela sua vida!
    Se fosse pai você saberia disso!!

    • Não sei porque me dou o trabalho em responder, mas hello?????? Não entendeste nada do que foi escrito? Ele falou tudo isso que tu disse minha amiga, interpretação de texto por favor!

    • Cara Rosalina, você está usando outra dogra que não os filhos? pois ficou claro que sim depois do seu comentário. Você está mal hein!!!! Até acho que é parente do Marcelo, outro lá em cima que não tá nada bem…

    • Tô me divertindo com os comentários! O texto está “fantasticamente” bem escrito. E é sim a pura verdade. Sou pai e passe e passo por tudo isso. Uma leitura breve e rápida daria para entender o texto, eu acho néh! rsrs

    • Super legal seu comentário,verdadeiro e cheio de amor à sua interpretação em relação a vida e filhos.
      Porém existem sim uma camada de pessoas,que realmente se dá muito mal com a experiência de ter filhos.Como mesmo disse é para o resto da vida e realmente ter que ser um desejo a dois e aquele sentimento de vontade de ser pais.Nem todas as mulheres conseguem passar por todas as etapas do pós parto ,que é super dolorido e o que acalma é o novo membro da família.Eu não tenho filhos,mas parabéns a todos que passaram por essa experiência,pois criar filhos,educá-los,vê-los crescer..etc ,etc ,escola,faculdades,puberdade,problemas X problemas,não é fácil.
      Acontece isso mesmo,para muitos casais ,o tal do vício ,no início do nascimento do primeiro filho (a),ví com pessoas que conheço,acho até que faz parte de um grane aprendizado dos que ficam viciados.
      Conheço os que vivem plenamente e tranquila essa etapa da vida.
      Existe um vídeo que agora não achei o link,que fala : Ninguém me avisou que era assim (onde fala das dificuldades que o casal passa no início ,parto recuperação da mãe,etc)

  3. bom eu vivo por estes vicios maravilhosos da minha existencia,,sim tive olheiras costas arcadas fedor de vomito e xixi o dia todo..so que isso passa e fica so a lembranca boa, logo se ver que este texto nao e escrito por mae…..mae nao lamenta e sim se elogia, por conseguir educar seres lindos……hum e Eu agora ja estou na segunda fase ten honrados 5 netos que amoooooooooooo muito e nao me canso deles….e nao vou levar maleta com projetos quando morrer e sim deixar um dever cumprido ver meus descendentes criados e tentando ser boas pessoas dignas e honestas…ta ok? hum quem nao pode ajudar eu penso que nao atrapalhe seu sem nocao…….Elza mae e vo com todo meu amor.

  4. Muito bom gostei, gostaria de saber o que pensam do filhos já crescidos, nossa esse então acabam com nosso amor próprio e etc. Nos acabamos assumindo junto com eles suas contas num sentimento e culpa, mãe sempre sente que tem obrigações, os filhos ja estão velhos e nos sentimos que devemos ajudar, como se libertar dessa culpa ? Eu mesmo depois q ajudo me cobro afinal tenho m genro mais velho q eu ? Mas a culpa esta sempre alí .,
    Grata

  5. Muito bom gostei, gostaria de saber o que pensam do filhos já crescidos, nossa esse então acabam com nosso amor próprio e etc. Nos acabamos assumindo junto com eles suas contas num sentimento e culpa, mãe sempre sente que tem obrigações, os filhos ja estão velhos e nos sentimos que devemos ajudar, como se libertar dessa culpa ? Eu mesmo depois q ajudo me cobro afinal tenho m genro mais velho q eu ? Mas a culpa esta sempre alí .,
    Grata

  6. PERFEITO .O TEXTO NOS MOSTRA O QUANTO O AUTOR VIVENCIOU A EXPERIÊNCIA DE TODOS ,QUE POR RAZÕES DIVERSAS, OPTARAM VOLUNTARIAMENTE, OU NÃO, EXPERIMENTAREM ESSE MARAVILHOSO TIPO DE DROGA : OS FILHOS .

  7. PERFEITO .O TEXTO NOS MOSTRA O QUANTO O AUTOR VIVENCIOU A EXPERIÊNCIA DE TODOS ,QUE POR RAZÕES DIVERSAS, OPTARAM VOLUNTARIAMENTE, OU NÃO, EXPERIMENTAREM ESSE MARAVILHOSO TIPO DE DROGA : OS FILHOS .

  8. Que droga de texto hein!. Das duas, uma, ou você é um recém-casado que não pode ter filhos, ou é recalcado mesmo.

    Quem não gosta de filhos é a pessoa mais invejosa e egoísta que existe: invejosa pois vê a felicidade daqueles que tem filhos e se morde porque não pode ter e egoísta pois não quer dividir sua atenção com um outro

      • Não precisam ter MEDO de comparar o amor arrebatador aos filhos com o vício que as drogas promovem nas pessoas, com a seguinte vantagem: você não precisa se curar.

    • Sabe qual o problema? Gente como VOCÊ procriar. Não lê o texto, ofende e sem argumentos que possam ser, de fato, chamados de argumentos. Eu não quero ter filhos, mas não tenho nenhum problema com quem tem (meu irmão diz que sou a Felícia com o filho dele). Tem 7 bilhões de pessoas no planeta, é impossível que a única forma de ser feliz e realizado seja aquela que você escolheu. Tem lugar pra gente de todo tipo: pra mulher que quer ser exclusivamente dona de casa e mãe, pra que quer ser executiva sem filhos e pra que quer ser executiva e com filhos – o mesmo se aplica à versão “pai” e tudo que pode surgir daí. Seria fácil viver num mundo em que houvesse uma única fórmula para ser feliz, mas essa fórmula não existe e se cada um respeitar a forma do outro sem agressões gratuitas, com certeza seria um mundo melhor!

  9. Que droga de texto hein!. Das duas, uma, ou você é um recém-casado que não pode ter filhos, ou é recalcado mesmo.

    Quem não gosta de filhos é a pessoa mais invejosa e egoísta que existe: invejosa pois vê a felicidade daqueles que tem filhos e se morde porque não pode ter e egoísta pois não quer dividir sua atenção com um outro

      • Não precisam ter MEDO de comparar o amor arrebatador aos filhos com o vício que as drogas promovem nas pessoas, com a seguinte vantagem: você não precisa se curar.

    • Sabe qual o problema? Gente como VOCÊ procriar. Não lê o texto, ofende e sem argumentos que possam ser, de fato, chamados de argumentos. Eu não quero ter filhos, mas não tenho nenhum problema com quem tem (meu irmão diz que sou a Felícia com o filho dele). Tem 7 bilhões de pessoas no planeta, é impossível que a única forma de ser feliz e realizado seja aquela que você escolheu. Tem lugar pra gente de todo tipo: pra mulher que quer ser exclusivamente dona de casa e mãe, pra que quer ser executiva sem filhos e pra que quer ser executiva e com filhos – o mesmo se aplica à versão “pai” e tudo que pode surgir daí. Seria fácil viver num mundo em que houvesse uma única fórmula para ser feliz, mas essa fórmula não existe e se cada um respeitar a forma do outro sem agressões gratuitas, com certeza seria um mundo melhor!

    • De duas, uma: ou você não sabe ler ou não sabe ler. Entendeu ou precisa desenhar? Como tem gente tosca e chata! Coitados desses filhos… O cara não entende a piada, o humor por trás do texto. Tsc, tsc, tsc…

  10. Parabéns pelo texto. É leve e divertido. Há tempos não lia algo tão verdadeiro, escrito de forma tão bem humorada. Sempre tive essa visão de que filhos são como drogas e que sou viciada nos meus. Estou quase entrando na fase das ‘drogas mais pesadas’, mas ainda vivo os efeitos das que tenho em minha vida, das quais não abro mão!

  11. Parabéns pelo texto. É leve e divertido. Há tempos não lia algo tão verdadeiro, escrito de forma tão bem humorada. Sempre tive essa visão de que filhos são como drogas e que sou viciada nos meus. Estou quase entrando na fase das ‘drogas mais pesadas’, mas ainda vivo os efeitos das que tenho em minha vida, das quais não abro mão!

  12. Mini, parabéns pelo texto, como pai me identifiquei muito!

    Recomendo a alguns dos comentaristas aí de cima aulas urgentes de interpretação de texto.

    Abraços e saudades!

  13. Mini, parabéns pelo texto, como pai me identifiquei muito!

    Recomendo a alguns dos comentaristas aí de cima aulas urgentes de interpretação de texto.

    Abraços e saudades!

  14. Amei a publicação…Conteudo verídico…Eu sou uma dessass, viciadas, nos filhos e em um neto, minha riqueza…Valeu muito…Parabéns!!!

  15. Amei a publicação…Conteudo verídico…Eu sou uma dessass, viciadas, nos filhos e em um neto, minha riqueza…Valeu muito…Parabéns!!!

  16. Amei!!!! Descreveu perfeitamente.Tenho 51 anos, tive filhos gêmeos que já estão com 27 anos, me viciei em dobro. Já estou cobrando netos há algum tempo, para ficar mais abestalhada ainda!!!! Esse vício a gente não pode nunca deixar de ter! Parabéns pelo texto!

  17. Amei!!!! Descreveu perfeitamente.Tenho 51 anos, tive filhos gêmeos que já estão com 27 anos, me viciei em dobro. Já estou cobrando netos há algum tempo, para ficar mais abestalhada ainda!!!! Esse vício a gente não pode nunca deixar de ter! Parabéns pelo texto!

  18. Kkkkkkkk muuuito bom o texto!!!
    Como existe pessoas pobre de humor e nao entendem oq o autor quis dizer…ninguem aqui esta falando que nao quer ou nao gosta de ter filhos…ter filhos eh uma droga nao quer dizer que seja uma droga no sentido ruim mas uma droga no sentido que eh viciante…adoreei o texto tenho dois filhos e sou completamente viciadaa e abestalhada por tudo que seja ligado a eles…muuito bom mesmo..super criativo..Parabens!!!

  19. Cada filho é único. Fazem-nos experimentar drogas diversas, Pagar micos hilário. Netos nos impelem a achafurdar-nos no vício que às vezes imaginamos distante. Que nada. O rebote vem que vem à galope e invade todo nosso ser. É da boa! Todas provocam instantes eternos. Quatro estações, arco-íris, mundo da fantasia. Recria vida e alegria .

  20. Cada filho é único. Fazem-nos experimentar drogas diversas, Pagar micos hilário. Netos nos impelem a achafurdar-nos no vício que às vezes imaginamos distante. Que nada. O rebote vem que vem à galope e invade todo nosso ser. É da boa! Todas provocam instantes eternos. Quatro estações, arco-íris, mundo da fantasia. Recria vida e alegria .

  21. Acho que tem gente que só leu o título e já saiu criticando… Ou então não conseguiram interpretar o texto, talvez pela privação de sono… rs Enfim, lindo texto. Meus parabéns!

  22. Acho que tem gente que só leu o título e já saiu criticando… Ou então não conseguiram interpretar o texto, talvez pela privação de sono… rs Enfim, lindo texto. Meus parabéns!

  23. Máximo! Ótimo!
    Pessoalmente, discordo, de “Os que não estão na mesma pilha são vistos com desdém. Casais sem filhos, especialmente, costumam ser tratados como seres inferiores.”
    Pra mim, simplesmente quem não tem filhos, não sabe o que é tê-los. Lógica ‘da batata’.
    E tenho ainda a certeza de que a maioria que não os tem, não acredita que não sabe que filho é um vício sem fim, exatamente como vc descreveu.
    Mas jamais os verei com desdém ou com superioridade.
    Cada um sabe de si, do que quer, pode, sabe, pensa, sente e escolhe. Cabe ao outro respeitar.

  24. Metáfora: é a palavra ou expressão que produz sentidos figurados por meio de comparações implícitas.

    Gustavo, excelente o que escreveu. Concordo com todas as etapas abordadas. Parabéns!

  25. Metáfora: é a palavra ou expressão que produz sentidos figurados por meio de comparações implícitas.

    Gustavo, excelente o que escreveu. Concordo com todas as etapas abordadas. Parabéns!

  26. Cara, tô preocupado! Você me fez descobrir meu décimo quinto vício, meus netos! Observação muito interessante, texto muito bom. Legal!

  27. Cara, tô preocupado! Você me fez descobrir meu décimo quinto vício, meus netos! Observação muito interessante, texto muito bom. Legal!

  28. Achei que o texto ia dar em alguma coisa, já que o autor escreve bem. Mas me enganei. É um grande clichê cheio de estereótipos que mistifica fatos cotidianos como beijar o machucado ou ter uma roupa vomitada. O que mais me impressionou na verdade foi o número de comentários elogiando. Autor, mande seu texto para o programa da Fátima Bernardes. É capaz dela te chamar para uma entrevista. A audiência é a mesma.

    • É na simplicidade que está a genialidade! Gostei do texto e elogio sem medo de cair no “esteriótipo”. Sem medo de gostar de algo simples, mas que me tocou e que houve uma identificação. Sem medo de ser feliz. Mas, também, gostaria de ler algo de tua autoria, ou algo que “dê em alguma coisa”. Poste aí! Tlz, nós aqui, simples leitores temos muito q aprender contigo.

  29. Achei que o texto ia dar em alguma coisa, já que o autor escreve bem. Mas me enganei. É um grande clichê cheio de estereótipos que mistifica fatos cotidianos como beijar o machucado ou ter uma roupa vomitada. O que mais me impressionou na verdade foi o número de comentários elogiando. Autor, mande seu texto para o programa da Fátima Bernardes. É capaz dela te chamar para uma entrevista. A audiência é a mesma.

    • É na simplicidade que está a genialidade! Gostei do texto e elogio sem medo de cair no “esteriótipo”. Sem medo de gostar de algo simples, mas que me tocou e que houve uma identificação. Sem medo de ser feliz. Mas, também, gostaria de ler algo de tua autoria, ou algo que “dê em alguma coisa”. Poste aí! Tlz, nós aqui, simples leitores temos muito q aprender contigo.

  30. É por causa desse “vicio” q os pais atuais perderam a capacidade de EDUCAR seus filhos e acabam por colocar a própria sociedade em risco pois as gerações atuais vem num crescendo de desrespeito e completo egoísmo em relação ao próximo. Espero q tenha cura para esta droga.

  31. É por causa desse “vicio” q os pais atuais perderam a capacidade de EDUCAR seus filhos e acabam por colocar a própria sociedade em risco pois as gerações atuais vem num crescendo de desrespeito e completo egoísmo em relação ao próximo. Espero q tenha cura para esta droga.

  32. Entendo o ponto de vista do autor, com o qual concordam todos os pais e mães.
    Porém eu discordo.
    Sou mãe, mas não sou apenas mãe. Sou mulher, sou irmã, sou amiga, sou profissional, sou amante.
    Acho absurdo mães e pais que se anulam e esquecem o resto do mundo por causa de seus filhos.
    Minha filha é minha vida! Claro! Mas vou deixar tudo (carreira, amigos, vida social, academia, diversão, sexo, etc) por causa dela? Não!
    Isso é ser egoísta? De jeito nenhum, isso é mostrar pra minha filha que o amor é livre, e que a vida é assim. Pais, principalmente mães, que vivem em função de filhos, se anulam, engordam, passam o dia vivendo em função de criar um monstrinho mimado e egoísta que acha que é o rei da casa.
    É lindo sim ficar pregando que tudo é em função do filho e bla bla bla, mas na prática as consequências são péssimas: filhos mimados, casamento destruído, amizades cortadas, auto-estima no esgoto e no fim os filhos batem as asas e aquilo que vc jogou fora não volta mais.

    Não se anule! Nossos filhos devem se adaptar à nossa rotina e aprender conosco como é saudável não aprisionar ninguém e termos tempo para nossas paixões.

    • Eu concordo plenamente com sua postura Amanda, mas o que ele descreve é exatamente o outro lado da moeda, acontece sim. Ele não está defendendo como bom ou como forma única de se criar filhos, está apenas relatando o comportamento (da maioria?) dos pais que, infelizmente, não agem como você, pois, se o fizessem, certamente teríamos jovens mais bem preparados para a vida…

  33. Entendo o ponto de vista do autor, com o qual concordam todos os pais e mães.
    Porém eu discordo.
    Sou mãe, mas não sou apenas mãe. Sou mulher, sou irmã, sou amiga, sou profissional, sou amante.
    Acho absurdo mães e pais que se anulam e esquecem o resto do mundo por causa de seus filhos.
    Minha filha é minha vida! Claro! Mas vou deixar tudo (carreira, amigos, vida social, academia, diversão, sexo, etc) por causa dela? Não!
    Isso é ser egoísta? De jeito nenhum, isso é mostrar pra minha filha que o amor é livre, e que a vida é assim. Pais, principalmente mães, que vivem em função de filhos, se anulam, engordam, passam o dia vivendo em função de criar um monstrinho mimado e egoísta que acha que é o rei da casa.
    É lindo sim ficar pregando que tudo é em função do filho e bla bla bla, mas na prática as consequências são péssimas: filhos mimados, casamento destruído, amizades cortadas, auto-estima no esgoto e no fim os filhos batem as asas e aquilo que vc jogou fora não volta mais.

    Não se anule! Nossos filhos devem se adaptar à nossa rotina e aprender conosco como é saudável não aprisionar ninguém e termos tempo para nossas paixões.

    • Eu concordo plenamente com sua postura Amanda, mas o que ele descreve é exatamente o outro lado da moeda, acontece sim. Ele não está defendendo como bom ou como forma única de se criar filhos, está apenas relatando o comportamento (da maioria?) dos pais que, infelizmente, não agem como você, pois, se o fizessem, certamente teríamos jovens mais bem preparados para a vida…

  34. Rs acho que vc não entendeu nada do texto!
    Eu nem filhos tenho (nem quero) e achei que o texto foi algo positivo para quem os tem, comparando ter filhos a usar drogas no sentido de que ter filhos é viciante, causa mudanças de comportamento e traz certa ambição de sempre querer mais para a própria vida. É humor misturado a fofura. Falta interpretação de texto e uma pitadinha de perspicácia para entender essas subjetividades, né?

    • Belíssimo texto, e ótima resposta, curti 1000 vezes. Existem pessoas que travam uma batalha interna e externa com o mundo, não entendendo o verdadeiro propósito de coisas simples da vida. Parabéns pela criação do texto!

    • Adorei sua resposta…a pessoa acima não entendeu nada desse texto delicioso…bem humorado e muito, mas muito realista. Parabéns Gustavo Mini…Ass. Mãe da Bruna, minha droguinha de 1 ano e 5 meses.

    • rsrsrs…”Curti seu comentário!!” realmente, o colega acima não compreendeu a essência do texto!! E , traduz realmente oq nós papais e mamães sentimos em relação a esta maravilhosa e mais divina experiência humana que qualquer ser poderia passar!!

    • Eu não tenho filhos e achei o texto fantástico… E o que é a magia?! Tornar a criança o centro do universo para que o restante da sociedade se lasque depois para lidar com uma pessoa mimada?!

    • Eu não tenho filhos e achei o texto fantástico… E o que é a magia?! Tornar a criança o centro do universo para que o restante da sociedade se lasque depois para lidar com uma pessoa mimada?!

  35. Nossa amei o texto e claro que vou divulgar, eu demorei a ser usuária…rs, tenho 37 anos e meu filho tem 2 aninhos, vi meus pais ficarem bobos, até pq é o único menino na família, e isso fez com que ficassem mais abestalhados ainda… E não só eles como minha tia, que adora cuidar dele… Confesso que sou viciada e muito… acho que apenas esqueceu de mencionar o vício das mães em ficar cheirando o bb, afinal aquele cheirinho sim é viciante pra caramba….
    E para aqueles que não entenderam o texto sinto muito….

  36. Nossa amei o texto e claro que vou divulgar, eu demorei a ser usuária…rs, tenho 37 anos e meu filho tem 2 aninhos, vi meus pais ficarem bobos, até pq é o único menino na família, e isso fez com que ficassem mais abestalhados ainda… E não só eles como minha tia, que adora cuidar dele… Confesso que sou viciada e muito… acho que apenas esqueceu de mencionar o vício das mães em ficar cheirando o bb, afinal aquele cheirinho sim é viciante pra caramba….
    E para aqueles que não entenderam o texto sinto muito….

  37. O que seria ter a mesma armênia? E o que é se sentir deslocalizado? Marcelo, larga o computador e vai se matricular numa aula de português urgentemente meu filho!!!!

  38. Marcelo, seu texto é ininteligível… “se sentem deslocalizados”?! Hein?! Sinceramente, foi impossível compreender o que você chama de pensamento pequeno. Por favor, estude português.

  39. Eu escolhi não ter filhos e esse é um vício que não tem espaço na minha vida… Para mim, encontros sociais com mães de crianças pequenas é torturante, pois não tem outro assunto senão a cor do cocô e disputam para ganharem o título de super mãe quando comparam hábitos alimentares de seus rebentos. A exclusão das rodinhas de conversa é real e essas mulheres-super-poderosas-porque-são-mães fazem com que eu me sinta de outro planeta, mas o que mais me irrita é que, apesar de eu respeitar o vício alheio, por que é tão difícil para os viciados respeitarem minha decisão? Por favor, vocês leitores pais, não fiquem perguntando quando vamos entrar para o seu grupo de viciados, muito menos julguem como falta de maturidade não querer se drogar. O que dá barato para vocês, necessariamente não dá para mim. Ponto.

  40. Eu escolhi não ter filhos e esse é um vício que não tem espaço na minha vida… Para mim, encontros sociais com mães de crianças pequenas é torturante, pois não tem outro assunto senão a cor do cocô e disputam para ganharem o título de super mãe quando comparam hábitos alimentares de seus rebentos. A exclusão das rodinhas de conversa é real e essas mulheres-super-poderosas-porque-são-mães fazem com que eu me sinta de outro planeta, mas o que mais me irrita é que, apesar de eu respeitar o vício alheio, por que é tão difícil para os viciados respeitarem minha decisão? Por favor, vocês leitores pais, não fiquem perguntando quando vamos entrar para o seu grupo de viciados, muito menos julguem como falta de maturidade não querer se drogar. O que dá barato para vocês, necessariamente não dá para mim. Ponto.

    • Adorei o seu comentário. Mal casei e já querem me dar filhos… Isso é realmente chato. Tudo tem o seu tempo. Talvez eles venham ou talvez não e isso cabe a nós decidirmos. Mas a exclusão do grupo acontece e eu realmente penso se, entre outras coisas, claro, vale a pena fazer parte dos viciados. Porque se for para ficar desse jeito, sei não…

  41. Adorei !
    Meu filho é desde a concepção meu vicio mais doce e enebriante.

    Parabéns pela leveza do texto, e como já dizia minha velha e adorada mãe, para bom entendedor meia palavra basta.

  42. Adorei !
    Meu filho é desde a concepção meu vicio mais doce e enebriante.

    Parabéns pela leveza do texto, e como já dizia minha velha e adorada mãe, para bom entendedor meia palavra basta.

  43. Li e compartilhei seu excelente texto, sou mãe de um pequeno e me sinto muito “viviada” com a maternidade, mas o que me assusta são os comentários de pessoas que não conseguem interpretar corretamente o texto e fazer as analogias necessárias, me sinto envergonhada das pessoas que por alguma limitação educacional, ou mesmo de atenção, não entenderem e além de tudo se sentem no direito de criticar. Seu texto é delicado e sensível. Um abraço

  44. È realmente interessante o texto! mas quem o escreveu certamente não experimentou desse vicio e não sabe que o nosso Deus nos criou com um propósito de procriar e a sua palavra nos diz que filhos são bençãos e os filhos dos filhos “BENÇÃOS MAIORES AINDA” PENSE EM SUA VELHICE, QUEM VAI CEIDAR DE VC? se não tiver filhos seu destino será um asilo ou abandono, indigencia etc. pense nisso.

  45. È realmente interessante o texto! mas quem o escreveu certamente não experimentou desse vicio e não sabe que o nosso Deus nos criou com um propósito de procriar e a sua palavra nos diz que filhos são bençãos e os filhos dos filhos “BENÇÃOS MAIORES AINDA” PENSE EM SUA VELHICE, QUEM VAI CEIDAR DE VC? se não tiver filhos seu destino será um asilo ou abandono, indigencia etc. pense nisso.

  46. EU REALMENTE ESTOU PERPLEXA COM A INCAPACIDADE QUE TEMOS DE INTERPRETAR TEXTOS COMO ESSE!
    ELE É DE UMA CRIATIVIDADE E DE UMA TERNURA SEM TAMANHO. É PRECISO SER MUITO COMPLEXADO (PARA SER GENTIL) PARA NÃO ENTENDER ISSO, GENTE!!!

  47. EU REALMENTE ESTOU PERPLEXA COM A INCAPACIDADE QUE TEMOS DE INTERPRETAR TEXTOS COMO ESSE!
    ELE É DE UMA CRIATIVIDADE E DE UMA TERNURA SEM TAMANHO. É PRECISO SER MUITO COMPLEXADO (PARA SER GENTIL) PARA NÃO ENTENDER ISSO, GENTE!!!

  48. A experiência com filhos é muito importante.Quando chegam os netos,
    agimos diferente pois já temos experiência com os filhos,temos mais
    tempo e o amor é muito mais intenso sempre procuramos fazer com os netos o que não tivemos oportunidade de fazer com os filhos por falta de tempo ou de oportunidade. Netos amor redobrado ame-os,Feliz Natal.

  49. A experiência com filhos é muito importante.Quando chegam os netos,
    agimos diferente pois já temos experiência com os filhos,temos mais
    tempo e o amor é muito mais intenso sempre procuramos fazer com os netos o que não tivemos oportunidade de fazer com os filhos por falta de tempo ou de oportunidade. Netos amor redobrado ame-os,Feliz Natal.

  50. É muito bom o texto, só que quem o escreveu não tem conhecimento que Deus quando nos criou teve um propósito de procriar e a procriação realiza a vida do homem e da mulher e muitos hoje em dia são frustados por não conseguir isso, além do mais a palavra de DEUS, nos diz que filhos são bençãos e os filhos dos filhos benção maior ainda, quero dizer para quem escreveu que ser pai e mãe é muito bom mas ser avô e avó é maravilhoso, experiencia de um pai de 3 filhos e avô de 10 netos, procure ter filhos se ainda pode pois terá quem cuide de vc quando envelhecer, qual será o seu destino, asilo? indigencia ou o que?

  51. É muito bom o texto, só que quem o escreveu não tem conhecimento que Deus quando nos criou teve um propósito de procriar e a procriação realiza a vida do homem e da mulher e muitos hoje em dia são frustados por não conseguir isso, além do mais a palavra de DEUS, nos diz que filhos são bençãos e os filhos dos filhos benção maior ainda, quero dizer para quem escreveu que ser pai e mãe é muito bom mas ser avô e avó é maravilhoso, experiencia de um pai de 3 filhos e avô de 10 netos, procure ter filhos se ainda pode pois terá quem cuide de vc quando envelhecer, qual será o seu destino, asilo? indigencia ou o que?

  52. Adorei o texto, mega inteligente, jovem…
    Sou mesmo muito viciada e abestalhada pela minha filha…
    O texto retrata bem o momento que eu vivo desde que minha filha nasceu!

  53. Adorei o texto, mega inteligente, jovem…
    Sou mesmo muito viciada e abestalhada pela minha filha…
    O texto retrata bem o momento que eu vivo desde que minha filha nasceu!

  54. Parabéns!

    Adorei o texto, o o final foi fantástico:
    Mas as autoridades sabem que todo pai e toda mãe, após duas ou três décadas de uso de filhos, vive em busca de repetir o prazer da primeira viagem e logo logo acabam caindo nas garras de uma outra droga, ainda mais pesada, que faz pessoas experientes agirem de maneira ainda mais abestalhada e inconsequente. Você já deve ter ouvido falar por aí. Chama-se “netos”.

    NETOS = o melhor presente de Deus em nossas vidas.
    Sou Grata!

  55. Parabéns!

    Adorei o texto, o o final foi fantástico:
    Mas as autoridades sabem que todo pai e toda mãe, após duas ou três décadas de uso de filhos, vive em busca de repetir o prazer da primeira viagem e logo logo acabam caindo nas garras de uma outra droga, ainda mais pesada, que faz pessoas experientes agirem de maneira ainda mais abestalhada e inconsequente. Você já deve ter ouvido falar por aí. Chama-se “netos”.

    NETOS = o melhor presente de Deus em nossas vidas.
    Sou Grata!

  56. Filho realmente torna um pai ficiado com a droga mais potente existente nesta face da terra. Isto nós pais sentimos após o dia 27/01/2013-Tragédia da boate Kis-sentimento de vazio no coração, dentro de casa. Por isso filho nos prende tanto nesta vida. Ele nos projeta para o futuro, ou seja, para a velhice. Nele que nos apoiamos na idade. Graças a Deus, fique com 50% deste apoio, mas confio no esforço do filho que ficou que vai dobrar o esforço para compensar os 50% perdidos neste domingo muito infeliz.

  57. Filho realmente torna um pai ficiado com a droga mais potente existente nesta face da terra. Isto nós pais sentimos após o dia 27/01/2013-Tragédia da boate Kis-sentimento de vazio no coração, dentro de casa. Por isso filho nos prende tanto nesta vida. Ele nos projeta para o futuro, ou seja, para a velhice. Nele que nos apoiamos na idade. Graças a Deus, fique com 50% deste apoio, mas confio no esforço do filho que ficou que vai dobrar o esforço para compensar os 50% perdidos neste domingo muito infeliz.

  58. PELAMORDEDEUS!!!!!Esse Marcelo deve ser MUUUUUITO chato!
    Não entendeu nada!!!
    Deve ser daqueles que responde minuciosamente ao “Como vai?”
    Nossa ! Ainda bem que não te conheço!

  59. Tenho 4 filhos e 2 netas! São drogas maravilhosas,sim, tanto
    filhos quanto netos! Os filhos realmente com o passar do tempo
    Se tornam drogas pesadas, ou seja, sabem aquele ditado? Filhos criados trabalho dobrado! Qdo pequenos, tu leva onde quer, veste o q quer e assim por diante. Depois de grande vai cada um p um lado, uns casam, uns vão morar fora, outros são brigões, outros ficam em casa e outros tem depressão, outros se formam e não arrumam emprego e assim vai, e pais sempre preocupados e se envolvendo. Citei aqui casos de várias pessoas q conheço e coisas piores ainda. Mas nos envolvemos e não deixamos de amá-los e sempre queremos protegê-los. Aí vem os netos e aparentemente tudo fica mais suave, mas as preocupações não deixam de existir! O q acontece é q como temos menos energia contribuimos menos c a parte prática, mas as angústias de saber como estão e o que vão fazer não diminuem! É isto e concordo com o texto!

  60. Tenho 4 filhos e 2 netas! São drogas maravilhosas,sim, tanto
    filhos quanto netos! Os filhos realmente com o passar do tempo
    Se tornam drogas pesadas, ou seja, sabem aquele ditado? Filhos criados trabalho dobrado! Qdo pequenos, tu leva onde quer, veste o q quer e assim por diante. Depois de grande vai cada um p um lado, uns casam, uns vão morar fora, outros são brigões, outros ficam em casa e outros tem depressão, outros se formam e não arrumam emprego e assim vai, e pais sempre preocupados e se envolvendo. Citei aqui casos de várias pessoas q conheço e coisas piores ainda. Mas nos envolvemos e não deixamos de amá-los e sempre queremos protegê-los. Aí vem os netos e aparentemente tudo fica mais suave, mas as preocupações não deixam de existir! O q acontece é q como temos menos energia contribuimos menos c a parte prática, mas as angústias de saber como estão e o que vão fazer não diminuem! É isto e concordo com o texto!

  61. Sensacional o texto, parabéns ao autor!
    Gostaria de comentar mais, mas tenho que dar uns apertos no meu bebê, não consigo ficar sem fazer isso muito tempo, me perdoem.
    Humberto.

  62. Sensacional o texto, parabéns ao autor!
    Gostaria de comentar mais, mas tenho que dar uns apertos no meu bebê, não consigo ficar sem fazer isso muito tempo, me perdoem.
    Humberto.

  63. Adorei o textos achei que realmente explica como ficamos
    temos um bebê dentro de casa, porém tds isso passa e não demora muito porém depois recebemos em troca o amor de uma criança e esse amor e nossa melhor recompensa.e esse amor e muito puro.

  64. Adorei o textos achei que realmente explica como ficamos
    temos um bebê dentro de casa, porém tds isso passa e não demora muito porém depois recebemos em troca o amor de uma criança e esse amor e nossa melhor recompensa.e esse amor e muito puro.

  65. Marcelo, meu caro xará, em que mundo você vive? Cabulou a aula de interpretação de texto? Veja as respostas ao seu comentário… não é possível que não tenha entendido absolutamente nada do texto acima… leia, releia, interprete, pondere… vai lá, acredito em vc… tenho fé… 😉

  66. Achei ótimo o texto; ter netos é dez mil vezes melhor q ser mãe..aos pais cabe o papel de educar, aos avós, o papel de curtir os netos..Pedro e Alice que digam….amo os dois……..

  67. Achei ótimo o texto; ter netos é dez mil vezes melhor q ser mãe..aos pais cabe o papel de educar, aos avós, o papel de curtir os netos..Pedro e Alice que digam….amo os dois……..

  68. Sou mãe “viciada” de uma bebê de 2 anos e dou aulas de natação para bebês junto com os pais ” altamente viciados” todos cantam o sapo não lava o pé e ficam fazendo bolinhas com a boca na água cantando a música da lagartixa. Isso quando eu consigo dar aulas pois todos, inclusive eu, sempre estamos falando de nossos filhos…Com certeza vou ler esse texto para eles. ADOREI.

  69. Sou mãe “viciada” de uma bebê de 2 anos e dou aulas de natação para bebês junto com os pais ” altamente viciados” todos cantam o sapo não lava o pé e ficam fazendo bolinhas com a boca na água cantando a música da lagartixa. Isso quando eu consigo dar aulas pois todos, inclusive eu, sempre estamos falando de nossos filhos…Com certeza vou ler esse texto para eles. ADOREI.

  70. Legal o texto, tenho a acrescentar que: Filhos são nosso espelho mais fiel e as imediatas consequências dos nossos atos.
    Somos nós de novo.

  71. Legal o texto, tenho a acrescentar que: Filhos são nosso espelho mais fiel e as imediatas consequências dos nossos atos.
    Somos nós de novo.

  72. Bom texto, ao mesmo tempo que pode ser interpretado como uma brincadeira também há elementos críticos que me parecem muito importantes para nosso atual paradigma de “ser pais”.

    A questão dos sonhos e projetos e total dedicação aos filhos acho que é fundamental. Gostaria de que os pais – falo desde minha curta experiência como educador – pensassem menos em oferecer tudo aos seus filhos e refletissem mais sobre suas vidas, pois os filhos estão a todo momento observando isto e por mais que se ofereça tudo aos filhos ser um exemplo de mediocridade é a pior coisa que se pode ser para um filho, tentar posições corajosas, projetos audaciosos, enfrentar os preconceitos e a maneira tradicional de ver o mundo – que nos legou essa sociedade ridícula que vemos quando tiramos a cabeça para fora de casa – é talvez a principal coisa que podemos oferecer para nossos filhos.

  73. Bom texto, ao mesmo tempo que pode ser interpretado como uma brincadeira também há elementos críticos que me parecem muito importantes para nosso atual paradigma de “ser pais”.

    A questão dos sonhos e projetos e total dedicação aos filhos acho que é fundamental. Gostaria de que os pais – falo desde minha curta experiência como educador – pensassem menos em oferecer tudo aos seus filhos e refletissem mais sobre suas vidas, pois os filhos estão a todo momento observando isto e por mais que se ofereça tudo aos filhos ser um exemplo de mediocridade é a pior coisa que se pode ser para um filho, tentar posições corajosas, projetos audaciosos, enfrentar os preconceitos e a maneira tradicional de ver o mundo – que nos legou essa sociedade ridícula que vemos quando tiramos a cabeça para fora de casa – é talvez a principal coisa que podemos oferecer para nossos filhos.

  74. com toda certeza vc que escreveu este texto nasceu de chocadeira e nunca mamou no peito!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,sinto muito por seus traumas,procure ajuda,nao é vergonha!

  75. com toda certeza vc que escreveu este texto nasceu de chocadeira e nunca mamou no peito!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,sinto muito por seus traumas,procure ajuda,nao é vergonha!

  76. Deu pra perceber a droga na “EDUCAÇÃO” onde a falta de leitura e interpretação está causando tanta polêmica e discordância de linguagem. A linguagem passou a ser ponto de intrigas e sérios riscos de comportamentos…Pensamento, fala, escrita, leitura e interpretação está tudo desconectado por muitas pessoas.

  77. Deu pra perceber a droga na “EDUCAÇÃO” onde a falta de leitura e interpretação está causando tanta polêmica e discordância de linguagem. A linguagem passou a ser ponto de intrigas e sérios riscos de comportamentos…Pensamento, fala, escrita, leitura e interpretação está tudo desconectado por muitas pessoas.

  78. Adorei o texto…Tenho uma garotinha de cinco meses e estou completamente apaixonada e abobalhada. Passei por várias experiências na minha vida: me formei em filosofia, casei com o homem que amo, mas confesso que nada se compara a felicidade de ser mãe.
    Vi alguns comentários de pessoas que não souberam interpretar seu texto. Infelizmente o analfabetismo funcional faz parte da realidade de nosso pais.

  79. Adorei o texto…Tenho uma garotinha de cinco meses e estou completamente apaixonada e abobalhada. Passei por várias experiências na minha vida: me formei em filosofia, casei com o homem que amo, mas confesso que nada se compara a felicidade de ser mãe.
    Vi alguns comentários de pessoas que não souberam interpretar seu texto. Infelizmente o analfabetismo funcional faz parte da realidade de nosso pais.

  80. Eu já tinha gostado do texto, mas depois que li os comentários (ridículos) gostei mais. Eheheheh.
    O que dá na Internet de gente com preguiça de ler, ou que não sabe interpretar texto, ou que não tem um pingo de senso de humor é uma coisa impressionante!
    Parabéns pela leveza ao abordar o assunto de forma divertida. Se certos pais e mães conseguissem encarar a paternidade/maternidade desta maneira, tudo seria mais fácil (e feliz).

    Abraços

    • A setodas as drogas, nos proporcionsassem o bem estar que os filhos e netos, nos proporcionam, não terimaos este mundo, seriamos, todos mais irmãos e até mais humanos, quantoa so comentários acima, podemos aproveitar alguns excluir outros, pois as pessoas na anciedade de respnderem ou opinarem chegarm a escrever, pelamordeDeus, quando o correto é pelo Amor de Deus, mas foi em uma osião de desbafo..tudo certo, e com FALA A MAGDA O SAI DE BAIXO….EU NÃO TÔ ENTENDENDO, O QUE ESTE SEM NOÇÃO,,,DO QUE ESCREVE QUER CHEGAR, MAS DEUS TÊM UM PROJETO NO OMETO S´PARA VOCÊ..ACREDITE, A CONVERSÃO DO SEU INTERIOR…PAZ E BEM.

  81. Eu já tinha gostado do texto, mas depois que li os comentários (ridículos) gostei mais. Eheheheh.
    O que dá na Internet de gente com preguiça de ler, ou que não sabe interpretar texto, ou que não tem um pingo de senso de humor é uma coisa impressionante!
    Parabéns pela leveza ao abordar o assunto de forma divertida. Se certos pais e mães conseguissem encarar a paternidade/maternidade desta maneira, tudo seria mais fácil (e feliz).

    Abraços

    • A setodas as drogas, nos proporcionsassem o bem estar que os filhos e netos, nos proporcionam, não terimaos este mundo, seriamos, todos mais irmãos e até mais humanos, quantoa so comentários acima, podemos aproveitar alguns excluir outros, pois as pessoas na anciedade de respnderem ou opinarem chegarm a escrever, pelamordeDeus, quando o correto é pelo Amor de Deus, mas foi em uma osião de desbafo..tudo certo, e com FALA A MAGDA O SAI DE BAIXO….EU NÃO TÔ ENTENDENDO, O QUE ESTE SEM NOÇÃO,,,DO QUE ESCREVE QUER CHEGAR, MAS DEUS TÊM UM PROJETO NO OMETO S´PARA VOCÊ..ACREDITE, A CONVERSÃO DO SEU INTERIOR…PAZ E BEM.

  82. Pois é: depois de ter vivido, aprendido, na primeira fase, agora estou na melhor de todas elas: a segunda fase a vida, em que todos, sem exceção, vivem “abestalhados”: a vida com com uma netinha linda e maravilhosa, abençoada pelo Nosso Criador que duplamente nos presenteia: os pais e os avós.

  83. Pois é: depois de ter vivido, aprendido, na primeira fase, agora estou na melhor de todas elas: a segunda fase a vida, em que todos, sem exceção, vivem “abestalhados”: a vida com com uma netinha linda e maravilhosa, abençoada pelo Nosso Criador que duplamente nos presenteia: os pais e os avós.

  84. Adorei o texto, pensei em apenas compartilhar, mas ao me deparar com tantos comentários mesquinhos de gente burra que não entendeu nada, fui obrigada a comentar! Parabéns pela sutileza, pelo bom humor, pela franqueza e acima de tudo por resumir o quanto alucinados somo capazes de ficar ao se deparar com o maior dos milagres e mistérios da vida! Parabéns!

  85. Adorei o texto, pensei em apenas compartilhar, mas ao me deparar com tantos comentários mesquinhos de gente burra que não entendeu nada, fui obrigada a comentar! Parabéns pela sutileza, pelo bom humor, pela franqueza e acima de tudo por resumir o quanto alucinados somo capazes de ficar ao se deparar com o maior dos milagres e mistérios da vida! Parabéns!

  86. Quanta ternura voce passou pra gente neste texto. Brotou até uma lágrima aqui óóó no cantinho do olho. Que pena que alguns não entenderam. Tenho 02 filhas e 03 netas . Quero deixar aqui na terra um jardim cheio de flores.

  87. Quanta ternura voce passou pra gente neste texto. Brotou até uma lágrima aqui óóó no cantinho do olho. Que pena que alguns não entenderam. Tenho 02 filhas e 03 netas . Quero deixar aqui na terra um jardim cheio de flores.

  88. Cara Rosalina, você está usando outra dogra que não os filhos? pois ficou claro que sim depois do seu comentário. Você está mal hein!!!! Até acho que é parente do Marcelo, outro lá em cima que não tá nada bem…

  89. Sou uma completa viciada, alucinada, louca pela minha linda filha Catarina de 10 meses!!! Amei o texto! Sou bem dessas mães que a cha o máximo andar toda vomitada por aí, e morro de rir com as minhas aventurars e roubadas com a Minha filhota! Nem lembro de como era a vida sem ela, só me lembro que não era assim tão incrível!!!

    Se quiser, dê um pulinho no http://www.vaiternenem.com.br pra rir das minha trapalhadas com a Nina!
    Beijos e Parabéns pelo texto!

  90. Sou uma completa viciada, alucinada, louca pela minha linda filha Catarina de 10 meses!!! Amei o texto! Sou bem dessas mães que a cha o máximo andar toda vomitada por aí, e morro de rir com as minhas aventurars e roubadas com a Minha filhota! Nem lembro de como era a vida sem ela, só me lembro que não era assim tão incrível!!!

    Se quiser, dê um pulinho no http://www.vaiternenem.com.br pra rir das minha trapalhadas com a Nina!
    Beijos e Parabéns pelo texto!

  91. Meu deus!!!! Em que país vivemos, pois é, esse é o Brasil, onde não se repete mais alunos e sim passam de séries sem saber ler ou escrever!!!
    Com isso vemos os comentários sem a mínima noção de interpretação de texto e etc… Concordo com você Luíza Diener, fico aqui rindo dessas pessoas semianalfabetos.

    • Recomendo a você o mínimo de cidadania ao falar da educação, numa perspectiva tão desrespeitosa. Não use “semianalfabeto” para caracterizar de forma pejorativa, pois aquelas pessoas que realmente são, buscam por melhorar a sua atuação na sociedade, apesar de toda dificuldade que encontram para viver numa sociedade onde existem pessoas como você: que só fazem rir. Por fim, ler e escrever são habilidades diferentes de interpretar textos. Já a retenção, se usada como método de ensino, contribui para a evasão escolar. Ou seja, repense.

  92. Meu deus!!!! Em que país vivemos, pois é, esse é o Brasil, onde não se repete mais alunos e sim passam de séries sem saber ler ou escrever!!!
    Com isso vemos os comentários sem a mínima noção de interpretação de texto e etc… Concordo com você Luíza Diener, fico aqui rindo dessas pessoas semianalfabetos.

    • Recomendo a você o mínimo de cidadania ao falar da educação, numa perspectiva tão desrespeitosa. Não use “semianalfabeto” para caracterizar de forma pejorativa, pois aquelas pessoas que realmente são, buscam por melhorar a sua atuação na sociedade, apesar de toda dificuldade que encontram para viver numa sociedade onde existem pessoas como você: que só fazem rir. Por fim, ler e escrever são habilidades diferentes de interpretar textos. Já a retenção, se usada como método de ensino, contribui para a evasão escolar. Ou seja, repense.

  93. muito bom o texto, inteligente, humorado, um pouco exagerado, é verdade, quando descreve o “efeito“ da droga, mas gostei, fiquei feliz de ler e a minha satisfação foi aumentando, e aumentando, a medida que o texto chegava ao fim, o que eu não queria, porque gostava cada vez mais, mas o final terminou com chave de ouro…… eu sou um avô recente que realmente fica completamente abobalhado, abestalhado, seja lá o que for, com o neto ……..não podia imaginar nada mais gratificante que essa convivência, nada mais gostoso, fiquei uma pessoa humana melhor, sem dúvida……….espera ai, não jogue pedra nesse comentário, aguarde um pouco até ouvir seu neto te chamar de vovô…. abraço a todos!

  94. muito bom o texto, inteligente, humorado, um pouco exagerado, é verdade, quando descreve o “efeito“ da droga, mas gostei, fiquei feliz de ler e a minha satisfação foi aumentando, e aumentando, a medida que o texto chegava ao fim, o que eu não queria, porque gostava cada vez mais, mas o final terminou com chave de ouro…… eu sou um avô recente que realmente fica completamente abobalhado, abestalhado, seja lá o que for, com o neto ……..não podia imaginar nada mais gratificante que essa convivência, nada mais gostoso, fiquei uma pessoa humana melhor, sem dúvida……….espera ai, não jogue pedra nesse comentário, aguarde um pouco até ouvir seu neto te chamar de vovô…. abraço a todos!

  95. Texto muito bem escrito, mas filhos não tem a função de “satisfazer” o prazer dos pais, essa é uma visão besta da modernidade. Os filhos têm uma função na terra, muito menos egocêntrica que essa! Mais espiritualidade por favor!

  96. Texto muito bem escrito, mas filhos não tem a função de “satisfazer” o prazer dos pais, essa é uma visão besta da modernidade. Os filhos têm uma função na terra, muito menos egocêntrica que essa! Mais espiritualidade por favor!

  97. Parabéns pelo texto, tenho duas filhas lindas, e vivo no mundo da lua qdo estou com elas. Muito criativo o texto, quem é pai de verdade (qdo digo isso nao me refiro a quem fez filhos e sim a quem tem filhos) sabe o que quero dizer. Para os maus comentários concordo com muitos que precisa saber interpretar texto, ler as entre linhas, e sinceramente educação e respeito é obrigação de todo mundo. Ninguem precisa concordar com nada, mas respeito é tudo. ah, antes que eu esqueça para quem nao conseguiu interpretar o texto, melhor olhar no dicionario o significado de droga antes de levar ao pé da letra : ” Droga é um nome genérico dado a todo o tipo de substância natural ou não, que ao ser introduzida no organismo provoca mudanças físicas ou psíquicas.

    Nas áreas de Medicina e Farmacologia, droga é qualquer substância que previne ou cura doenças ao causar alterações fisiológicas nos organismos.

    No sentido corrente, o termo “droga” refere-se em geral às substâncias que provocam dependência, afetam o Sistema Nervoso Central e modificam as sensações e o comportamento do indivíduo. “

  98. Parabéns pelo texto, tenho duas filhas lindas, e vivo no mundo da lua qdo estou com elas. Muito criativo o texto, quem é pai de verdade (qdo digo isso nao me refiro a quem fez filhos e sim a quem tem filhos) sabe o que quero dizer. Para os maus comentários concordo com muitos que precisa saber interpretar texto, ler as entre linhas, e sinceramente educação e respeito é obrigação de todo mundo. Ninguem precisa concordar com nada, mas respeito é tudo. ah, antes que eu esqueça para quem nao conseguiu interpretar o texto, melhor olhar no dicionario o significado de droga antes de levar ao pé da letra : ” Droga é um nome genérico dado a todo o tipo de substância natural ou não, que ao ser introduzida no organismo provoca mudanças físicas ou psíquicas.

    Nas áreas de Medicina e Farmacologia, droga é qualquer substância que previne ou cura doenças ao causar alterações fisiológicas nos organismos.

    No sentido corrente, o termo “droga” refere-se em geral às substâncias que provocam dependência, afetam o Sistema Nervoso Central e modificam as sensações e o comportamento do indivíduo. “

  99. Bom… Poucas vezes me dedico a textos compartilhados no Facebook, mas como sou duplamente “viciada” resolvi apreciar o texto Sr. Gustavo Mini. Gostei muito da maneira com a qual ele introduziu o texto, mas, na minha opinião, ele se perdeu ao “exagerar” na descrição pejorativa que fez aos personagens infantis… Os meus “vícios” me fazem admirar a capacidade das crianças em “acreditar” na magia e na plena existência do Papai Noel ou do Mickey Mouse… Nós adultos, perdemos a magia do ilusório (e por consequência a esperança em muitas coisas…) Tampouco sou “muito” favor de incentivar crianças e bebês a assistir filmes adultos, ou acompanhar o pai nos jogos de videogame matando zumbis… Confesso até que me incomoda meu filho caçula quase ignorar Backardigans, Patati Patatá e Galinha Pintadinha porque já prefere, antes de completar 02 anos Batman, Hulk e cantarolar Black Sabath ou The Clash por aí, só porque tem um irmão mais velho… Para finalizar, entendi que o objetivo final do autor não deixando claro sua opinião a respeito do “ter filhos” era analisar as divergências entre as interpretações de texto, levando ainda em consideração que pais felizes, pais infelizes, não pais por opção e não pais frustrados fariam a leitura e consequentemente a interpretação giraria em torno de suas próprias opiniões e emoções. E acredito que para atingir esse objetivo, talvez levianamente, ele se esqueceu de apontar que, diferentemente do que ocorre com drogas “verdadeiras”, inúmeras pesquisas científicas podem comprovar que: às expensas de toda a “operação de guerra” na qual nossa vida se transforma sim nos primeiros anos de cuidar e educar uma criança, a despeito de termos sim questionado muitas vezes “onde está minha vida social”, “porque minha cerveja vive quente”, “minhas roupas não cabem mais”, “porque assisto Peppa Pig ao invés de Walking Dead” entre inúmeras outras situações nas quais refletimos “quem teve a idéia de engravidar”… Não há “prazer” maior do que enxergar a construção de um ser humano, principalmente quando você é responsável pela sua capacidade de caminhar, falar, comer sozinho, sorrir, falar, cantar, compartilhar… Quando você atinge 04 anos de “vício”…. Quando o “vício” levou sim de ti muitas coisas da juventude, o adulto pode desabrochar numa crescente de felicidade e rejuvenescimento, ilação impossível de se fazer comparando o fim do ciclo de 04 anos uso de drogas “comuns”… Longe de ser hipócrita e de querer dizer que os primeiros anos da maternidade são como relatados muitas vezes em revistas do gênero, admirei de certa forma como foi escrito o texto e a coragem do autor de relatar tão fielmente a “idiotice” da relação pais x primeira infância, mas para mim ele exagerou… E ainda escorregou na língua portuguesa… Falei!!!!

  100. Bom… Poucas vezes me dedico a textos compartilhados no Facebook, mas como sou duplamente “viciada” resolvi apreciar o texto Sr. Gustavo Mini. Gostei muito da maneira com a qual ele introduziu o texto, mas, na minha opinião, ele se perdeu ao “exagerar” na descrição pejorativa que fez aos personagens infantis… Os meus “vícios” me fazem admirar a capacidade das crianças em “acreditar” na magia e na plena existência do Papai Noel ou do Mickey Mouse… Nós adultos, perdemos a magia do ilusório (e por consequência a esperança em muitas coisas…) Tampouco sou “muito” favor de incentivar crianças e bebês a assistir filmes adultos, ou acompanhar o pai nos jogos de videogame matando zumbis… Confesso até que me incomoda meu filho caçula quase ignorar Backardigans, Patati Patatá e Galinha Pintadinha porque já prefere, antes de completar 02 anos Batman, Hulk e cantarolar Black Sabath ou The Clash por aí, só porque tem um irmão mais velho… Para finalizar, entendi que o objetivo final do autor não deixando claro sua opinião a respeito do “ter filhos” era analisar as divergências entre as interpretações de texto, levando ainda em consideração que pais felizes, pais infelizes, não pais por opção e não pais frustrados fariam a leitura e consequentemente a interpretação giraria em torno de suas próprias opiniões e emoções. E acredito que para atingir esse objetivo, talvez levianamente, ele se esqueceu de apontar que, diferentemente do que ocorre com drogas “verdadeiras”, inúmeras pesquisas científicas podem comprovar que: às expensas de toda a “operação de guerra” na qual nossa vida se transforma sim nos primeiros anos de cuidar e educar uma criança, a despeito de termos sim questionado muitas vezes “onde está minha vida social”, “porque minha cerveja vive quente”, “minhas roupas não cabem mais”, “porque assisto Peppa Pig ao invés de Walking Dead” entre inúmeras outras situações nas quais refletimos “quem teve a idéia de engravidar”… Não há “prazer” maior do que enxergar a construção de um ser humano, principalmente quando você é responsável pela sua capacidade de caminhar, falar, comer sozinho, sorrir, falar, cantar, compartilhar… Quando você atinge 04 anos de “vício”…. Quando o “vício” levou sim de ti muitas coisas da juventude, o adulto pode desabrochar numa crescente de felicidade e rejuvenescimento, ilação impossível de se fazer comparando o fim do ciclo de 04 anos uso de drogas “comuns”… Longe de ser hipócrita e de querer dizer que os primeiros anos da maternidade são como relatados muitas vezes em revistas do gênero, admirei de certa forma como foi escrito o texto e a coragem do autor de relatar tão fielmente a “idiotice” da relação pais x primeira infância, mas para mim ele exagerou… E ainda escorregou na língua portuguesa… Falei!!!!

  101. Li todo o texto e todos os comentários e só posso dizer uma coisa…..Texto sensacional, aborda tudo que nós fazemos em relação ao nossos filhos de uma forma muito divertida e com o exagero pertinente que temos quando nos tornamos pais………..Faço tudo isso que ele descreveu no texto………….e por isso eu digo com todo o orgulho do mundo: Minha princesinha é minha droga!!!!!

  102. Li todo o texto e todos os comentários e só posso dizer uma coisa…..Texto sensacional, aborda tudo que nós fazemos em relação ao nossos filhos de uma forma muito divertida e com o exagero pertinente que temos quando nos tornamos pais………..Faço tudo isso que ele descreveu no texto………….e por isso eu digo com todo o orgulho do mundo: Minha princesinha é minha droga!!!!!

  103. Genteeee… Que texto magnífico!
    Me caiu como uma luva, este instante estou respirando e prorando algo pra ler, aproveitar os 15 minutos de “sobriedade” que tenho, meus dois vícios estão dormindo o mais velho de 2 anos e o caçula de 1 mês… rsrsrsrss… Que delicia!

  104. Genteeee… Que texto magnífico!
    Me caiu como uma luva, este instante estou respirando e prorando algo pra ler, aproveitar os 15 minutos de “sobriedade” que tenho, meus dois vícios estão dormindo o mais velho de 2 anos e o caçula de 1 mês… rsrsrsrss… Que delicia!

  105. adorei e estou sendo pai de primeira viagem e desde da data que sou que ela estava gravida ja comecei a realmente pensar diferente no sentido da vida pois hoje ess pequenina que chega em abril ja me domina, pois nao consigo passar em uma loja de bebe que nao queira comprar algo para ela.

  106. adorei e estou sendo pai de primeira viagem e desde da data que sou que ela estava gravida ja comecei a realmente pensar diferente no sentido da vida pois hoje ess pequenina que chega em abril ja me domina, pois nao consigo passar em uma loja de bebe que nao queira comprar algo para ela.

  107. Um texto simplesmente maravilhoso e completo. Ele separa e une três atmosferas…a atmosfera dos que já são Pais e Mães (pelo orgulho de ser), a dos que ainda serão Pais e Mães (pelo desafio de ser) e a dos que não querem ser Pais e Mães (pela opção de não ser). Cada um que ler, interpretará a sua maneira. E viva a liberdade de expressão (do autor) e a liberdade de opinião (nós, leitores). Que cada um curta sua atmosfera na plenitude! Abraços.

  108. Um texto simplesmente maravilhoso e completo. Ele separa e une três atmosferas…a atmosfera dos que já são Pais e Mães (pelo orgulho de ser), a dos que ainda serão Pais e Mães (pelo desafio de ser) e a dos que não querem ser Pais e Mães (pela opção de não ser). Cada um que ler, interpretará a sua maneira. E viva a liberdade de expressão (do autor) e a liberdade de opinião (nós, leitores). Que cada um curta sua atmosfera na plenitude! Abraços.

  109. Eu canto a plenos pulmões dirigindo meu carro TODAS as músicas da Galinha Pintadinha! TODAS, do 1, 2 e 3! kkkkkkk Minha filha vai fazer 4 aninhos, agora jogar Mundo Gaturro e Baby Hazel no computador e Angry Birds no celular, ama o Pocoyo, adora o Pablo e a Uniqua mas não gosta da Tasha. Alguém entendeu? Os viciados com certeza! kkkkkkkkk

  110. Eu canto a plenos pulmões dirigindo meu carro TODAS as músicas da Galinha Pintadinha! TODAS, do 1, 2 e 3! kkkkkkk Minha filha vai fazer 4 aninhos, agora jogar Mundo Gaturro e Baby Hazel no computador e Angry Birds no celular, ama o Pocoyo, adora o Pablo e a Uniqua mas não gosta da Tasha. Alguém entendeu? Os viciados com certeza! kkkkkkkkk

  111. Olá amigos ! Nâo concordo com vários ítens do texto – discordar nao siginifica nao saber interpretar !
    Nao acho normal comparar o fato de ter filho com dependência de uso de drogas – as drogas prejudicam, destroem – meus filhos pelo contrario so contribuiram pelo meu crecimento ! Ter filhos nao é um vicio é uma escolha e se feita conciênte e na hora certa, a melhor escolha da vida!Nunca achei normal andar por ai suja de vômitos ! Olheiras nao tive (conciliei os meus horarios de sono com os do bebe). Nao fiquei anti-social so mudei um pouco meu ciclo de amizades(o autor mesmo mensiona isso dizendo : “Ficam em rodinhas nas quais só são aceitos os parceiros de vício e as conversas são recheadas de códigos próprios. Compartilham visões lisérgicas de brinquedos que falam, dinossauros roxos, cachorros vermelhos gigantes, turmas de animais aventureiros, mundos alternativos que só fazem sentido para os junkies com quem andam”. )
    Como pode ser um espetaculo grotesco a decoraçao do quartinho de um bebê? Pra mim foi um momento magico ! Agente decora o quarto de um filho nao pro filho, mas pra nos mesmos – eles nao tem ainda capacidade de escolha! Discordo de quase tudo do texto mas acho que é o ponto de vista do autor, talvez quando teve os filhos viu dessa forma e acha engraçado comparar filhos à drogas !
    Tenho um casal de filhos adolecentes e acompanho as fases de suas vidas os oriento pra que sejam pessoas corretas participo da vida deles sem tirar a privacidade se visitarem meu face verao que tenho varios amigos adolecentes (sao amigos dos meus filhos que me adicionam) sou aquela mamae legal que recebe todos em casa e nunca se incomoda com barulho ou desordem sou adorada pelos meu marido meus filhos e os amigos deles – adoro ser mae mas isso nao significa que sou dependente crio meus filhos para o mundo e nao para mim !

  112. Olá amigos ! Nâo concordo com vários ítens do texto – discordar nao siginifica nao saber interpretar !
    Nao acho normal comparar o fato de ter filho com dependência de uso de drogas – as drogas prejudicam, destroem – meus filhos pelo contrario so contribuiram pelo meu crecimento ! Ter filhos nao é um vicio é uma escolha e se feita conciênte e na hora certa, a melhor escolha da vida!Nunca achei normal andar por ai suja de vômitos ! Olheiras nao tive (conciliei os meus horarios de sono com os do bebe). Nao fiquei anti-social so mudei um pouco meu ciclo de amizades(o autor mesmo mensiona isso dizendo : “Ficam em rodinhas nas quais só são aceitos os parceiros de vício e as conversas são recheadas de códigos próprios. Compartilham visões lisérgicas de brinquedos que falam, dinossauros roxos, cachorros vermelhos gigantes, turmas de animais aventureiros, mundos alternativos que só fazem sentido para os junkies com quem andam”. )
    Como pode ser um espetaculo grotesco a decoraçao do quartinho de um bebê? Pra mim foi um momento magico ! Agente decora o quarto de um filho nao pro filho, mas pra nos mesmos – eles nao tem ainda capacidade de escolha! Discordo de quase tudo do texto mas acho que é o ponto de vista do autor, talvez quando teve os filhos viu dessa forma e acha engraçado comparar filhos à drogas !
    Tenho um casal de filhos adolecentes e acompanho as fases de suas vidas os oriento pra que sejam pessoas corretas participo da vida deles sem tirar a privacidade se visitarem meu face verao que tenho varios amigos adolecentes (sao amigos dos meus filhos que me adicionam) sou aquela mamae legal que recebe todos em casa e nunca se incomoda com barulho ou desordem sou adorada pelos meu marido meus filhos e os amigos deles – adoro ser mae mas isso nao significa que sou dependente crio meus filhos para o mundo e nao para mim !

    • Recebi o texto do autor, repassado via e-mail, e por curiosidade vim até aqui ver como interagem os pensamentos. Nesse norte, me parece (così è, se vi pare) tem razão a internauta Mirian Davies, pois a proposta do autor se perdeu na retórica analógica.

  113. oque tenho a dizer …se encaixa perfeitamente chamo minha droga de minha porcaria, e ja vi até pessoas bravas comigo por chamar assim mas é minha porcaria simmmm é minha besteirinha meu doce meu bombom que agrada meu paladar a aparte boa de trair o regime o doce instante que me deixa alucinadamente felizzzz ….é meu coração que pulsa fora do corpo há 4 anos e sou completamente viciada,é o vício que me sustenta para as lutas diárias e que me faz aproveitar ainda mais cada vitória !!!!!!!!!!!!!! amei o texto parabens

  114. oque tenho a dizer …se encaixa perfeitamente chamo minha droga de minha porcaria, e ja vi até pessoas bravas comigo por chamar assim mas é minha porcaria simmmm é minha besteirinha meu doce meu bombom que agrada meu paladar a aparte boa de trair o regime o doce instante que me deixa alucinadamente felizzzz ….é meu coração que pulsa fora do corpo há 4 anos e sou completamente viciada,é o vício que me sustenta para as lutas diárias e que me faz aproveitar ainda mais cada vitória !!!!!!!!!!!!!! amei o texto parabens

  115. Droga=REMÉDIO Espero um dia ter que usar e ficar dependente!!! Kkkkkk excelente texto!!! Ja sou “abestalhada” com sobrinhos!!! E a “pobreza” de leitura que afeta alguns, fez eu rir muito ( kd comentario aqui…) Enfim, que sejamos drogados com nossos filhos de alma e ou coração!

  116. Droga=REMÉDIO Espero um dia ter que usar e ficar dependente!!! Kkkkkk excelente texto!!! Ja sou “abestalhada” com sobrinhos!!! E a “pobreza” de leitura que afeta alguns, fez eu rir muito ( kd comentario aqui…) Enfim, que sejamos drogados com nossos filhos de alma e ou coração!

  117. Eu já estou nas drogas mais pesadas e é exatamente como descrito Np texto. Quando estamos entrando em crise de abstinência a vida vem e nos traz os netos. Não tem droga melhor!
    Muito bom o texto. Parabéns!

  118. Eu já estou nas drogas mais pesadas e é exatamente como descrito Np texto. Quando estamos entrando em crise de abstinência a vida vem e nos traz os netos. Não tem droga melhor!
    Muito bom o texto. Parabéns!

  119. Adorei!
    Acho filho mais viciante que chocolate!
    Impressionante como tem gente que , além de não saber interpretar texto, não tem senso de humor!
    Parabéns, Gustavo Mini!

  120. Adorei!
    Acho filho mais viciante que chocolate!
    Impressionante como tem gente que , além de não saber interpretar texto, não tem senso de humor!
    Parabéns, Gustavo Mini!

  121. Kakakaka

    Como diz um aí atrás… o melhor é os comentários!!!
    Tem gente que não entende de nada mesmo!!! Tenho dó dos filhos deles!!!

    Belo Texto. Parabéns!

  122. Kakakaka

    Como diz um aí atrás… o melhor é os comentários!!!
    Tem gente que não entende de nada mesmo!!! Tenho dó dos filhos deles!!!

    Belo Texto. Parabéns!

  123. Tô me divertindo com os comentários! O texto está “fantasticamente” bem escrito. E é sim a pura verdade. Sou pai e passe e passo por tudo isso. Uma leitura breve e rápida daria para entender o texto, eu acho néh! rsrs

  124. Eu não sou viciada.
    Vejo meus filhos e netos todos o dias , mas o dia que não quero , não vejo. Não sou viciada. Pensei em enviar algumas fotos dos meus oito filhos dos meus dez netos e de meus cinco bisnetos . O mais jovem é uma gracinha! .vocês vão adorar. Vou começar por minha filha mais velha é inteligentíssima, não vou dizer que é linda por quê vocês podem pensar que sou coruja. Não posso dizer que meus filhos são uma droga. A droga é que eles gostam muito de beber e outras…
    Não sou viciada. quando não quero estar com eles é só sair de casa, fechar a porta ,deixando todos brigando, e ir ao cinema.

  125. Eu não sou viciada.
    Vejo meus filhos e netos todos o dias , mas o dia que não quero , não vejo. Não sou viciada. Pensei em enviar algumas fotos dos meus oito filhos dos meus dez netos e de meus cinco bisnetos . O mais jovem é uma gracinha! .vocês vão adorar. Vou começar por minha filha mais velha é inteligentíssima, não vou dizer que é linda por quê vocês podem pensar que sou coruja. Não posso dizer que meus filhos são uma droga. A droga é que eles gostam muito de beber e outras…
    Não sou viciada. quando não quero estar com eles é só sair de casa, fechar a porta ,deixando todos brigando, e ir ao cinema.

  126. Eu concordo. Todos os meus amigos agora sao pais recentes mas eu acho tao lindo ver a felicidade como falam dos seus filhos que ate os motivo a falar mais. Eu apoio qualquer vicio bom que um amigo meu tenha. Tem novo emprego? Pode falar durante horas! Them novo filho? Pode falar o dia inteiro! Desde que seja coisa boa eu encontro sempre forma de participar na conversa!

  127. Gostaria de entender como alguém pode criticar um texto como esse. É perfeito! Demonstra como alguns seres humanos têm o dom de discordar, apenas por discordar. A mensagem passada pelo Gustavo é mais do que real. Nós mães e pais passamos por tudo isso. Ter filho é uma questão de escolha ou não. Ás vezes eles chegam sem estarmos esperando, mas acabam sendo muito bem vindos. É sim uma droga viciante, mas uma droga do bem. Não consigo imaginar minha vida sem meus filhos. Teria muito mais dinheiro no bolso, ou bens materiais (sim, filho custa caro!), mas seria muito menos feliz! Quem venham as drogas pesadas com o passar do tempo. Será um “remake” de nossas vidas.

  128. Nossaaaa li muitos comentários de pessoas que simplesmente não entenderam as sutilezas do texto. Sou mãe e avó, e achei o texto extremamente criativo e verdadeiro. Afinal, filhos viciam, e depois do primeiro vc. quer mais, apesar de saber que certas etapas são bastante dolorosas. Certas alegrias devem e querem ser reptidas. O autor usou palavras criadas por ele, mas mesmo assim foi bem explícito. Adorei, e sinto ter que dizer isso, mas certos leitores só entendem revistas em quadrinhos…

  129. Muito coerente esse texto! Parabéns pela visão diferenciada que trouxe para nos leitores. Confesso-lhe a priori, em virtude do título do texto, cheguei a ficar preocupado. ( excelente estratégia), o título é quase um teaser rsrs!
    Em breve serei um drogado tbm!
    Acho que essa propaganda da coca-cola corrobora e elucida bem, não acha?

    –> http://www.youtube.com/watch?v=4sNlcwAh83Y

  130. É uma pena que a imposição de escolhas pessoais e de visões de mundo individuais, somadas à inabilidade de interpretar um texto, tenham tornado a seção de comentários em uma área de discórdia.

    Para alguns, pode parecer mais fácil viver em um mundo onde existem fórmulas para a felicidade e onde os outros devam se sentir obrigados a viver da mesma forma, caso contrário serão julgados. Mas o desafio de viver em sociedade é exatamente esse: aceitar que cada um sabe de si, sabe o que é melhor para si, e tem o direito de escolher como quer viver. Com ou sem filhos. Não há certo nem errado. Há apenas o que se quer viver.

    Para quem não quer ter filhos, não pode ter filhos, ou ainda não sabe se deseja ter filhos: http://www.uterovazio.blogspot.com

    Um espaço onde a reflexão sobre a maternidade consciente é bem-vinda e o julgamento deve ser deixado na porta.

  131. Recebi o texto do autor, repassado via e-mail, e por curiosidade vim até aqui ver como interagem os pensamentos. Nesse norte, me parece (così è, se vi pare) tem razão a internauta Mirian Davies, pois a proposta do autor se perdeu na retórica analógica.

  132. Avô duas vezes e agora serei premiado mais duas vezes em 2014.
    Ganhar na mega sena é fichinha perto da felicidade de ser novamente avô. As glândulas lacrimais estarão super ocupadas durante muito tempo ainda e o coração cada vez mais forte. É muita felicidade para um avô só. Que texto mais criativo. Parabéns.

  133. Avô duas vezes e agora serei premiado mais duas vezes em 2014.
    Ganhar na mega sena é fichinha perto da felicidade de ser novamente avô. As glândulas lacrimais estarão super ocupadas durante muito tempo ainda e o coração cada vez mais forte. É muita felicidade para um avô só. Que texto mais criativo. Parabéns.

  134. Filhos, pacotes completos. Vc investe alto neles, mas esqueça retribuiçoes. Saibam que dificilmente eles lhe farão companhia na velhice, os melhores e bem sucedidos provavelmente pagarão uma boa cuidadadora p voce, ou uma auxiliar domestica. Eles não vão acalentar nos na nossa solidão, e os mais egoistas nos verão como um fardo na velhice.
    Filhos? Hoje não teria nenhum. Tenho uma amo-a demais, mas sou realista. Feliz DEUS-CONOSCO,, com este vc vai poder contar sempre!

    • Bom, voce pode não querer admitir, mas está dizendo que se arrependeu de ter uma filha, mesmo dizendo que a ama, se não teria, é por que acha que sua vida teria sido melhor se ela não existisse, que não valeu a pena tê-la. Será que voce realmente acha isso? Será que não conssegue pensar em mais momentos de alegria do que de tristeza que ela tenha proporcionado?? Pergunto isso pq se isso realmente é o que vc pensa, então, sinto muito por vc.

  135. Ai que coisa fofa!!!!
    Sou viciada e não me interno não!!!
    Quero sempre mais, cada dia mais e mais e mais e mais…..
    Sou completamente abestalhada, abobalhada, pirada, maluca, enfeitiçada pelo meu Heitor.

  136. Ai que coisa fofa!!!!
    Sou viciada e não me interno não!!!
    Quero sempre mais, cada dia mais e mais e mais e mais…..
    Sou completamente abestalhada, abobalhada, pirada, maluca, enfeitiçada pelo meu Heitor.

  137. Ai, Jisuis, é a pura verdade. Ser tia foi muito bom, ser mãe isso que todo mundo sabe. Mas ser avó só quem é vai me entender. Acho que Deus manda os netos quando se está mais velha, numa época em que a expectativa de novas emoções e sentimentos é pequena,
    por uma razão: a gente olha aquele pedacinho de gente, se apaixona na hora e a vida começa a rolar de novo.

  138. Ai, Jisuis, é a pura verdade. Ser tia foi muito bom, ser mãe isso que todo mundo sabe. Mas ser avó só quem é vai me entender. Acho que Deus manda os netos quando se está mais velha, numa época em que a expectativa de novas emoções e sentimentos é pequena,
    por uma razão: a gente olha aquele pedacinho de gente, se apaixona na hora e a vida começa a rolar de novo.

  139. Parabéns pela sutileza em provocar discussões. Precisamos disto, mesmo que em certos momentos pareça uma Zorra Total. O texto , na sua complexidade, mostra como cada um tem a visão de mundo conforme o lugar que ocupa. Os que aqui se manifestaram, cada um com suas vivências, nos remete às nossas como avô de três netos, depois de ter criado três filhos e ainda ter o privilégio de conviver com uma mãe que, além dos seis filhos, todos sexagenários, tem 13 netos, 13 bisnetos e está na eminência de ser tataravó. Se sou “viciado”, sou primeiro nesta usuária desta maravilhosa “droga” através dos tempos e que está esperando pela “super-droga” que deverá ser o tataraneto. Realmente na vida não existe um cessar de explorar e todo o final é sempre um novo ponto de partida. Se estes “vícios” me levarem perto de onde minha mãe está chegando, sejam bem vindos. Por enquanto, ser avô está melhor que ser pai. Nosso papel não é estragar os netos e sim lapidar a educação que nossos filhos dão a eles que é reflexo da que lhes demos. Ótimo texto para a reflexão de cada um. Nascemos dependentes, passamos a compartilhar, começamos a educar, tornamo-nos coadjuvantes ajudando até retornarmos a ser dependentes. É o ciclo da vida. Obrigado, a todos que emitiram seus comentários, por me fazerem voltar a refletir.

  140. Parabéns pela sutileza em provocar discussões. Precisamos disto, mesmo que em certos momentos pareça uma Zorra Total. O texto , na sua complexidade, mostra como cada um tem a visão de mundo conforme o lugar que ocupa. Os que aqui se manifestaram, cada um com suas vivências, nos remete às nossas como avô de três netos, depois de ter criado três filhos e ainda ter o privilégio de conviver com uma mãe que, além dos seis filhos, todos sexagenários, tem 13 netos, 13 bisnetos e está na eminência de ser tataravó. Se sou “viciado”, sou primeiro nesta usuária desta maravilhosa “droga” através dos tempos e que está esperando pela “super-droga” que deverá ser o tataraneto. Realmente na vida não existe um cessar de explorar e todo o final é sempre um novo ponto de partida. Se estes “vícios” me levarem perto de onde minha mãe está chegando, sejam bem vindos. Por enquanto, ser avô está melhor que ser pai. Nosso papel não é estragar os netos e sim lapidar a educação que nossos filhos dão a eles que é reflexo da que lhes demos. Ótimo texto para a reflexão de cada um. Nascemos dependentes, passamos a compartilhar, começamos a educar, tornamo-nos coadjuvantes ajudando até retornarmos a ser dependentes. É o ciclo da vida. Obrigado, a todos que emitiram seus comentários, por me fazerem voltar a refletir.

  141. Pingback: Domingo: Ter filhos é uma droga. | Pamela Machado

  142. Pingback: Domingo: Ter filhos é uma droga. | Pamela Machado

  143. Pingback: Mundo de Oz Design de Festa » Filhos: Um Vício!!!

  144. Pingback: Mundo de Oz Design de Festa » Filhos: Um Vício!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s