A Copa de Schrödinger

Schrödinger,_Erwin_434

O Gato de Schrödinger é uma experiência mental clássica que foi formulada na década de 30 pelo físico Erwin Schrödinger para expressar sua indignação com algumas abordagens da física quântica. A física quântica, você sabe, é aquela física dedicada a explicar os fenômenos em nível sub-atômico e cujos postulados são absolutamente contra-intuitivos apesar de cientificamente aceitos e matematicamente mais ou menos comprovados. Um entendimento popular da física quântica é a ideia de que uma partícula pode se comportar como partícula ou como onda dependendo não de sua natureza, mas do modo como é observada e medida. Ou seja, segundo a física quântica, ninguém é de ninguém, é proibido proibir, vale tudo, oba!

Pois então: num certo ponto do desenvolvimento dessas teorias, Schrödinger achou que aquilo tudo era bagunçado demais e propôs um experimento mental no qual, pra resumir uma longa história, um gato morando numa caixa lacrada com material radioativo poderia estar vivo e morto ao mesmo tempo! O exercício foi proposto por Schrödinger como uma crítica sarcástica pra cima de alguns físicos eminentes da época e, como procede,  se tornou um dos pilares do estudo da física além de migrar para a cultura pop (virou citação nos Simpsons e uma trilogia do escritor Robert Anton Wilson).

Mas o que interessa aqui é o seguinte: você notou como a nossa Copa parece o Gato de Schrödinger? A partir de hoje, ao que tudo indica, ela vai acontecer e não vai acontecer simultaneamente. Para uma parte dos brasileiros, a Copa não deveria existir e nem vai existir a não ser como uma probabilidade. Para essa parcela da população, a Copa é uma natimorta, vitimada por sufocamento em um mar de lama política, econômica e social. Sob esse olhar, a seleção se comporta como brinquedinhos da CBF e quando você mede os investimentos na Copa, as obras se cristalizam como esqueletos envelhecidos construídos com o dna podre do passado recente do Brasil.

Para outra parte do país, a Copa está aí, vivinha da silva, muito embora não se saiba sua trajetória e também precisemos nos beliscar pra conferir se realmente ela está acontecendo depois de tanto rolo nos últimos anos. Essa turma não é muito numerosa, mas tem laboratórios melhores e seus microscópios digitais produzem a ideia de uma Copa em alta definição, mais colorida e vibrante, de forma que não há dúvida de que ela é verdadeira, autêntica e válida. Nada tão cintilante pode ser apenas uma miragem teórica!

A Copa de Schrödinger é assim, uma improbabilidade em nível subatômico manifestando-se fantasmagoricamente de maneira descomunal na forma de estádios, escândalos e comerciais de banco entusiasmados. Se Schrödinger estivesse vivo, ele certamente estaria tuitando com fúria e sarcamos, usando uma hastag quântica: #vaitercopanaovaitercopa.

Como os tempos pedem posicionamento, aqui está o meu: a minha Copa é a de Schöredinger. Ela está viva e morta ao mesmo tempo, é lamentável socialmente e interessante de ser assistida, ainda mais de perto. Suas consequências reais a partir de julho são desconhecidas e dependem inteiramente da forma como vamos observá-la e medi-la. Pra mim, vai ter Copa, mas como eu tenho a consciência e aceito que também não vai ter, comprei um daqueles trajes anti-radiação amarelos pra me proteger dos efeitos colaterais e pra combinar com a camisa da seleção.

Anúncios

3 pensamentos sobre “A Copa de Schrödinger

  1. Acho que em partes o fator de relevância da Copa de 2014 é semelhante ao de outros eventos Olímpicos (que foram exclusivos dessa ou de outra emissora – e nisso não tiveram tanta repercussão), devido a um efeito de pulverização estatística dos espectadores para outros canais e mídias nos últimos anos, tirando a importância do hype criado e enaltecido pelas grandes distribuidoras de mídia.
    Mas há também algo muito sinistro nessa Copa, com certeza, com comerciais orwellianos na Globo dizendo que somos todos um só e outras coisas que fariam o Grande Irmão corar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s