Uma seleção de posts com o outro lado da Copa

tumblr_n7qhpjR2UE1sfie3io1_1280

Tudo bem: no fim das contas está tendo Copa, ela está divertida, cheia de jogos interessantes e com muitos gols. Eu fui no Coreia x Argélia, curti o clima da Copa (apesar do ar shopping center), adorei dar uma volta pela Cidade Baixa coalhada de gringos. Mas todo lado A tem seu lado B e, apesar da repercussão desproporcional, não faltam exemplos dos desmandos públicos e privados que estão acontecendo na paralela. Vai aqui, então, uma pequena coletânea de artigos, matérias e vídeos com o lado B da Copa. A escolha não é científica, foi um tanto quanto aleatória a partir do que chegou a mim nas últimas semanas via redes sociais. Mas certamente é representativa.

* Pra começar, tem a prisão abitrária do Everton em São Paulo, num tipo de ação que tem sido escandalosamente sistemática:

Sobre isso, tem mais um relato por escrito no site da C.O.P.A., que aliás faz um rico apanhado das ações violentas e repressivas a movimentos sociais durante a Copa.

* Outra boa fonte que está agregando o trabalho de coletivos midialivristas é o Agrega.la, dica do Patchwork, blog vizinho aqui no OEsquema.

* O caso mais recente e quente desses absurdos foi a agressão ao advogado Daniel Biral em São Paulo, repudiada pela OAB. Aliás, a prisão aconteceu numa ação da polícia que procurou reprimir um protesto contra a ação da polícia!

* Aliás, um artigo do El País questiona o uso de prisões e investigações pelo Governo paulista com o claro objetivo de desmobilizar ativistas. Diga-se de passagem, em Porto Alegre algo assim também acontece, embora em bem menor intensidade.

* O que nos leva ao texto do Pedro Abramovay no Brasil Post dando conta da prisão de Fábio Hideki Harano, acusado de “associação criminosa” e de ser um “black block” quando não há qualquer prova disso. Fábio está considerado um bode expiatório, um preso político.

* A Eliane Brum publicou esses dias um precioso texto na Folha mostrando o lado de um policial e de um ativista durante os protestos da Copa.

* O André Barcinski relatou em seu blog um papo informal com comerciantes de Paraty, pra quem a Copa só trouxe prejuízo. Dias depois, publicou um segundo texto citando uma matéria da Folha que corrobora em nível nacional a experiência dos seus entrevistados.

* Por sua vez, o site Five Thirty Eight, do jornalista-estatístico Nate Silver na ESPN, fez uma criteriosa análise sobre os gastos com estádios brasileiros e as projeções de público para os próximos anos, perguntando a si mesmo se o investimento vai valer a pena. A resposta: “A impressionante conclusão de pesquisas acadêmicas sobre os estádios e arenas é que eles oferecem de pouco a nenhum benefício no longo prazo.”

* No tema “estádio e arenas”, é obrigatório acompanhar o trabalho da Pública, Agência de Reportagem e Jornalismo Investigativo. Três matérias pra começar: Tem Dinheiro Publico, Sim Senhor (foram 4,8 bilhões de governos estaduais para a Copa); As Quatro Irmãs (que cobre a trajetória das quatro grandes empreiteiras do Brasil); e “Eles Estão Roubando Vocês”, entrevista com o jornalista Andrew Jennings, que investiga a Fifa há muito tempo.

Feita a compilação, meus votos são que o maior número possível de pessoas consiga suportar a ambiguidade de curtir a Copa sem desligar o espírito crítico e investigativo. Não é fácil, mas é possível e necessário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s